Geral

Dengue: Braço do Norte não registra focos, mas alerta para prevenção

A Semana Estadual de Prevenção ao Aedes Aegypti ocorre de hoje, 30 de novembro, até 05 de dezembro.

Divulgação

Braço do Norte não registrou nenhum foco de dengue nos últimos meses e para que isso seja mantido, as agentes de Endemias da Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde estão reforçando o trabalho já realizado há 19 anos no Município.

Conforme as agentes, com a chegada do verão os volumes de chuvas aumentam e a atenção deve ser redobrada para não deixar possíveis criadouros a céu aberto. “Nós, agentes de Endemias, estamos fazendo nossa parte, mas é necessário que a população faça sua parte também. Precisamos criar uma rotina de limpeza em nossas residências e, no mínimo, uma vez por semana fazer uma inspeção em nossos quintais, eliminando assim qualquer objeto que possa acumular água e se tornar um criadouro para o Aedes Aegypti”, orientam.

O Aedes Aegypti é o mosquito transmissor de doenças graves como a dengue, zica vírus e chikungunya.

A Semana Estadual de Prevenção ao Aedes Aegypti ocorre de hoje, 30 de novembro, até 05 de dezembro.

Notícias Relacionadas

Polícia Civil de Criciúma finaliza investigação por roubos e homicídio e um homem é preso

Os investigados, 24 e 23 anos, são apontados como autores de roubo contra um taxista no bairro Presidente Vargas em Içara

Prefeitura de São Joaquim efetiva 43 novos professores na rede municipal

Na ocasião foram chamados 43 novos professores da educação infantil, do pré-escolar e dos anos iniciais

Celebração Ecumênica marcará aniversário de 64 anos de Lauro Müller

devido às restrições impostas pela pandemia do novo coronavírus. Uma Celebração Ecumênica com representantes religiosos do município será realizada no auditório do Paço Municipal, às 9h do dia 20 de janeiro

Doses da vacina contra a Covid-19 chegam no centro de distribuição de SC sob escolta de viaturas policiais

São 144 mil doses da CoronaVac recebidas e expectativa é que vacinação inicie ainda nesta segunda. Ao menos 20 policiais e cerca de 10 viaturas fizeram escolta entre a Base Aérea de Florianópolis e o centro de armazenamento e distribuição da Secretaria de Estado da Saúde.