Geral

Desenho de suástica é encontrado em banheiro de universidade em SC

Símbolo do nazismo foi flagrado por estudantes na última semana

Divulgação

A presença de objetos e símbolos que remetem ao nazismo não é uma novidade em Santa Catarina. No decorrer dos últimos anos, várias denúncias e investigações relacionadas sobre a questão vieram à tona no Estado. Apesar disso, os casos continuam.

Desta vez, alunos da Univille, em Joinville, no Norte de Santa Catarina, flagraram uma suástica – principal símbolo pelo qual o nazismo ficou conhecido – desenhada em um dos banheiros da universidade.

Logo abaixo do símbolo, também foi escrito o número 1488, simbologia ligada a supremacistas brancos. Segundo a universidade, os registros foram encontrados na sexta-feira (13).

A instituição disse que a equipe apagou o desenho e que repudia o ato. Não informou, porém, se a polícia foi acionada para investigar o caso. Veja a nota da universidade:

“Na última sexta-feira (13/05) a Univille identificou, em um dos banheiros coletivos do Campus Joinville, o desenho de uma suástica nazista. Após a identificação, a equipe da universidade realizou a limpeza do local e apagou o desenho.

A Univille lamenta e repudia este tipo de ação e não tolera atos como este em nenhum de seus espaços de ensino, pesquisa, extensão e atendimento à comunidade. A universidade tem como valores institucionais a construção de relacionamentos pautados na transparência, honestidade e respeito aos direitos humanos, promovendo o exercício da cidadania e da democracia.

Uma universidade que respeita a pluralidade de ideias e não aprova iniciativas de apologia à violência de qualquer tipo, inscrições de símbolos nazistas em seus campi e unidades ou qualquer manifestação de desrespeito aos estudantes, docentes, equipes administrativas e comunidades atendidas pela Univille.

Qualquer ato relatado, em desacordo com os valores e princípios da universidade, será tratado dentro das medidas legais vigentes no país. A Univille, mais uma vez, lamenta o episódio”.

No mês passado, uma suástica foi pichada na placa de uma igreja em Pomerode, no Vale do Itajaí, e um inquérito foi instaurado pela Polícia Civil para identificar o autor do crime.

De acordo com a Lei nº 7.716 de 1989, é crime “fabricar, comercializar, distribuir ou veicular símbolos, emblemas, ornamentos, distintivos ou propaganda que utilizem a cruz suástica ou gamada, para fins de divulgação do nazismo”. A pena prevista é de reclusão de dois a cinco anos e multa.

Com informações do ND+

Notícias Relacionadas

Ciclista é atropelado por motorista em fuga que transportava 211 kg de droga em SC

Segundo informações da PRF, o motorista foi preso; o caso aconteceu em Joinville, no Norte do estado

SC tem mínima abaixo de -3ºC e geada no 1º dia de julho

Em Bom Jardim da Serra, às 6h os termômetros marcaram -3,41ºC. Em São Joaquim, a míníma foi de -3,2ºC na localidade do Vale do Caminhos da Neve.

Adolescente de 16 anos é apreendido com maconha em Tubarão

O jovem estava em atitude suspeita e a Polícia Militar tentou uma abordagem, mas o adolescente fugiu; após isso, a PM conseguiu capturá-lo

Susto! Tripulantes de barco à deriva são resgatados próximo ao Camacho

O motor do barco sofreu uma pane mecânica; três tripulantes estavam no veículo marítimo