Geral

Digitalização de documentos antigos das escolas de Criciúma irá se transformar em arquivo digital

Ideia também é criar acervos com fotos, decretos e matrículas antigas. A escola piloto é a Núcleo Hercílio Luz, do Morro Estevão

Divulgação

A Secretaria de Educação começou o trabalho de digitalização de documentos antigos das escolas municipais de Criciúma. A Escola Municipal de Educação Básica (EMEB) Núcleo Hercílio Luz, do bairro Morro Estevão, é a unidade piloto do projeto. A ideia é criar um arquivo histórico com todos os documentos e gerar acervos com fotos, decretos e matrículas antigas.

Conforme a coordenadora geral da Secretaria Municipal de Educação, Cristiane Uliana Fretta, os documentos fazem parte do arquivo histórico da secretaria, da unidade escolar e do cidadão criciumense. “A importância de digitalizar é que, às vezes, o morador precisa de um histórico escolar para o processo de aposentadoria e quer comprovar que estudou na escola. Todos esses documentos estão em arquivos físicos e estamos digitalizando para que eles possam ficar à disposição da secretaria de forma digital”, explicou a coordenadora.

Os trabalhos estão sendo realizado por profissionais da Educação, que estão digitalizando os documentos, separando por data e assunto. A secretaria ficará com todos os documentos e cada unidade terá acesso ao seu. A partir de 2010, o órgão municipal implantou o sistema escolar de forma online.

“Vamos também fazer um acervo histórico da Educação, como por exemplo, quando as escolas municipais iniciaram as atividades e quem foi o primeiro diretor. Possibilitando ter um conhecimento maior da rede municipal”, acrescentou o secretário municipal de Educação, Miri Dagostim. Os documentos físicos serão mantidos.

Plataforma digital

A iniciativa teve parceria com a Diretoria de Tecnologia da Informação (DTI). A equipe da DTI desenvolveu uma plataforma de gerenciamento eletrônico de documentos (GED). “Esta plataforma oferece uma maior segurança no armazenamento dos documentos, mais celeridade na consulta documental da escola e a disponibilidade, não precisando ir até escola, podendo ser acessado de qualquer lugar”, afirmou o diretor da DTI, Tiago Pavan.

Notícias Relacionadas

Em agenda na capital, prefeito garante mais de R$ 600 mil de recursos para Cocal do Sul

Nesta terça-feira, dia 13, Fernando de Fáveri esteve na capital em busca de pleitos ao município

Legislativo: Vereador Nél propõe que ele e Gaguinho doem três meses de salário ao hospital

Enquanto o presidente falava, o vereador Ronaldo prontamente respondeu: "Fechado". Alegando "questão de ordem", ele tentou fazer uso da palavra, mas sem sucesso

Vereadores de Lauro Müller denunciam perseguição, assédio e pagamento de gratificação indevida

Em sessão acalorada, vereadores de oposição explanaram sobre fatos envolvendo o Poder Executivo e cobraram justificativa

Menino de 12 anos golpeia pai com facão para defender mãe de agressão no Oeste de SC

Segundo a polícia, o pai do adolescente chegou bêbado em casa e tentou agredir a esposa