Saúde

Dive-SC confirma quarta morte de macaco por febre amarela em SC em 2019

Bugio morreu em Jaraguá do Sul em junho. Macacos não transmitem a doença, mas indicam presença do vírus.

Foto: Roberto Gallacci/Arquivo Pessoal

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive-SC) confirmou na tarde desta quinta-feira (8) a quarta morte de macaco no estado em 2019 por febre amarela. O primata vítima da doença era um bugio, que morreu em Jaraguá do Sul, no Norte do estado, em 21 de junho.

A doença não é transmitida a pessoas pelos macacos e, sim por mosquitos. Quando um primata morre por febre amarela, existe a indicação de que há insetos infectados com o vírus na área. A melhor forma de prevenção é a vacina, disponível gratuitamente nos postos de saúde.

Uma dose é suficiente para se proteger por toda a vida. Podem ser imunizadas pessoas a partir dos 9 meses de idade. O estado se tornou área de recomendação para a vacina contra a febre amarela no segundo semestre de 2018.

Segundo a Dive-SC, a cobertura da imunização contra a doença no estado está em 75%. O ideal é que 95% da população dentro do público-alvo esteja vacinada.

Mortes

Este ano, duas pessoas morreram por febre amarela, segundo a Dive-SC. Uma das vítimas é um homem de 40 anos morador de Itaiópolis, no Norte do estado. Ele não tinha registro de vacina na rede pública e morreu em 29 de junho.
O outro paciente que teve a morte registrada em 2019 em Santa Catarina foi um homem de 36 anos morador de Joinville, também no Norte. Ele não havia se vacinado. As duas vítimas contraíram a doença dentro do próprio estado, conforme a Dive-SC.

Em relação aos macacos, a diretoria confirmou a morte de outros três por febre amarela este ano. O primeiro macaco morto em decorrência da doença foi achado em 20 de março em Garuva, no Norte catarinense, e o segundo, em 4 de maio em Joinville.

O terceiro morreu em Indaial, no Vale do Itajaí, em 31 de maio. Todos os macacos que morreram são da espécie bugio.

Com informações do G1 SC

Notícias Relacionadas

Massa de ar frio avança e mínima pode ficar abaixo de 5°C durante a noite desta quarta-feira em SC

O dia começa com tempo instável, mas a chuva fica mais reservada durante a manhã e início da tarde.

Royalties do petróleo: STF reconhece que IBGE usou critérios ilegais para traçar a projeção marítima da costa de SC

Desde a década de 1990, diferentes procuradores do Estado atuaram no processo, além de servidores da própria PGE e de outros órgãos públicos estaduais, o que evidencia um trabalho coletivo que vai beneficiar todos os catarinenses.

Tribunal de Justiça catarinense confirma pena para empresário que vendeu pipoca com rato dentro em Criciúma

Uma das vítimas, após ingerir a pipoca, teve intoxicação alimentar aguda causada por alimento contaminado.

Morador é executado com cinco tiros em Criciúma

Segundo informações, a vítima saiu recentemente do presídio e possui passagens por pedofilia e estupro de vulnerável.