Geral

Dólar fecha em R$ 5,27 com tensões no Brasil e no exterior

Bolsa cai pelo quinto dia seguido e atinge menor nível em cinco meses

Foto: Divulgação

Em mais um dia de nervosismo no mercado financeiro, o dólar fechou no maior valor em 13 meses, chegando a aproximar-se de R$ 5,30 nos piores momentos. A bolsa de valores caiu pela quinta vez seguida e atingiu o menor nível desde novembro do ano passado.

O dólar comercial encerrou esta terça-feira (16) vendido a R$ 5,27, com alta de R$ 0,08 (+1,64%). A cotação abriu em R$ 5,21 e subiu ao longo de toda a sessão. Na máxima do dia, por volta das 12h, chegou a R$ 5,28.

Esta foi a quinta alta consecutiva da moeda norte-americana, que fechou no valor mais alto desde 23 de março do ano passado. Apenas nos últimos cinco dias, a divisa subiu 5,23%, sem que o Banco Central tenha intervindo no câmbio por meio de operações de swap (venda de dólares no mercado futuro).

No mercado de ações, o dia também foi tenso. O índice Ibovespa, da B3, fechou aos 124.389 pontos, com queda de 0,75%. O indicador está no patamar mais baixo desde 13 de novembro. Em 2024, o índice recua 7,3%.

Tanto fatores domésticos como internacionais afetaram o mercado financeiro nesta segunda-feira. No cenário interno, a mudança da meta fiscal para 2025, com a manutenção do déficit primário zero em vez de superávit primário de 0,5% do Produto Interno Bruto (PIB) para o próximo ano, foi mal recebida pelos investidores.

Os principais fatores que provocaram turbulências, no entanto, são externos. O agravamento das tensões entre Irã e Israel e o aquecimento da economia norte-americana fizeram o dólar subir em todo o planeta. Embora a construção de moradias nos Estados Unidos tenha desacelerado, novas falas do presidente do Federal Reserve (Fed, Banco Central norte-americano), Jerome Powell, criaram tumulto. Nesta terça, ele disse que os dados recentes de inflação diminuem a confiança de o Fed começar o corte de juros.

Taxas altas em economias avançadas estimulam a fuga de capitais de países emergentes, como o Brasil. Em relação ao petróleo, a cotação do barril do tipo Brent, usado nas negociações internacionais, caiu 0,43% para US$ 89,99, apesar do bombardeio iraniano a Israel.

Com informações de Reuters e Agência Brasil

Notícias Relacionadas

Dólar fecha em R$ 5,37 e tem maior queda em uma semana

Euforia global faz bolsa encostar em 110 mil pontos

Dólar fecha em R$ 5,08 e tem primeira semana de alta em um mês

Bolsa caiu nesta sexta, mas acumula sétima alta semanal seguida

Vereadores de Orleans aprovam Requerimento solicitando informações relativas às barreiras de areão

Na ocasião, fizeram uso da tribuna livre, a presidente da Associação Pró-Autismo de Orleans (APA) Regiane Volpato e o prefeito Jorge Koch.

Vereadores de Lauro Müller aprovam Projeto de Lei em apoio a artistas locais

A legislação visa fomentar a participação dos artistas lauromüllenses em eventos musicais que contam com apoio da iniciativa pública.