Geral

Dólar sobe para R$ 5,17 influenciado por exterior

Bolsa fechou com queda de 0,78% após iniciar dia em alta

Divulgação

Num dia de ajustes de expectativas no Brasil e no exterior, o dólar aproximou-se de R$ 5,20, depois de começar o dia em queda. A bolsa fechou com recuo após iniciar a sessão em alta, num movimento de realização de lucros, quando investidores vendem ações para embolsarem ganhos recentes.

O dólar comercial fechou esta quarta-feira (9) vendido a R$ 5,172, com alta de R$ 0,045 (+0,87%). A divisa começou o dia em queda, chegando a cair para R$ 5,09 na mínima do dia, por volta das 9h10. A cotação, no entanto, reverteu o movimento e firmou a tendência de alta à tarde, à medida que a moeda norte-americana também se valorizava no exterior.

No mercado de ações, o índice Ibovespa, da B3, chegou a operar em leve alta durante a manhã, mas passou a cair no decorrer da sessão. O indicador encerrou o dia aos 112.902 pontos, com recuo de 0,78%.

O mercado internacional conteve o otimismo dos últimos dias, com a avaliação de que os avanços nas pesquisas das vacinas contra o novo coronavírus já estão incorporados aos preços. Os investidores também repercutiam a aprovação, ontem (8) à noite pelos deputados norte-americanos de um orçamento para a Defesa do país que permitiu burlar vetos recentes do presidente Donald Trump.

O impasse no Congresso norte-americano pode atrasar as negociações de um novo pacote de estímulos para a maior economia do planeta. O primeiro pacote, que venceu em julho, não foi renovado. O estímulo permitiria injetar dólares na economia global, reduzindo a pressão sobre países emergentes como o Brasil.

O desânimo refletiu-se no mercado de ações dos Estados Unidos. O índice Dow Jones (das empresas industriais) caiu 0,3%, e o S&P 500 (das 500 maiores empresas) perdeu 0,73%. O índice Nasdaq (das empresas de tecnologia) cedeu 1,89%, depois de quebrar recordes sucessivos nos últimos dias.

Notícias Relacionadas

Coorpermila empossa novo Conselho Administrativo e o novo Conselho Fiscal

Posse foi realizada no auditório da Cooperativa no fim da tarde desta quinta-feira (21)

Prefeito de Bom Jardim da Serra quer intensificar parceria no turismo com Lauro Müller

O objetivo é desenvolver o turismo local, que tem como principal atrativo a Serra do Rio do Rastro, que liga os dois municípios

Santa Catarina registra totais elevados de chuva; estado é de atenção até sexta-feira

Houve registro de alagamentos e deslizamentos devido ao solo encharcado

Prefeito de Braço do Norte assina convênio de R$ 2 milhões para construção dos leitos de UTI do HST

A solenidade ocorreu na manhã desta quinta-feira, 21, no auditório do Siscoob, e também contou com a presença do deputado federal Ricardo Guidi, do vice-prefeito, Ronaldo Fornazza e do presidente do HST, Pedro Michels Neto.