Geral

Duas baleias-jubarte são encontradas mortas em SC em uma semana

Um animal foi encontrado na praia do Gravatá, em Florianópolis, e o outro foi achado em Itapoá, no Litoral Norte

Divulgação

Em um intervalo de sete dias, duas baleias-jubarte foram encontradas mortas em Santa Catarina. No dia 30 de maio, uma delas foi encontrada encalhada entre a Praia do Gravatá e a Praia da Joaquina, em Florianópolis. No último domingo (6) outra baleia foi localizada em Itapoá, no Litoral Norte. As informações são do G1/SC.

De acordo com as equipes que monitoram os animais na costa catarinense, os dois animais eram jovens e estavam em estado avançado de composição quando foram encontradas. As causas da morte não foram identificadas. 

A baleia encontrada em Itapoá era uma fêmea jovem e estava encalhada à deriva na região praiana quando foi localizada pelo Projeto de Monitoramento de Praias (PMP). Segundo o órgão, por conta das condições climáticas foi necessário aguardar o recuo da maré para retirar o animal. Na manhã de segunda-feira (7), a equipe envolvida na operação de necropsia foi até a praia, retirou o animal da água e o enterrou na faixa de areia.

Em Florianópolis, o animal morto segue na areia da praia. Segundo a equipe da R3 Animal, que integra o Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS), por conta do difícil acesso ao local e à baleia, que ora está na água e ora está presa às pedras, não foi possível realizar o exame necroscópico.

Por este motivo, a equipe informou que o corpo do animal ficará no local seguindo o “ciclo natural de servir de alimento para os animais” que ali habitam.

Nos últimos 30 dias, houve vários avistamentos de baleias-jubarte ao longo do litoral catarinense. Além disso, duas baleias-jubarte foram avistadas com petrechos de pesca presos ao corpo, uma delas foi fotografada pela equipe boiando morta próximo à praia do Gravatá, no dia 26 de maio.

“É possível que este indivíduo que encalhou morto não seja nenhum dos dois animais avistados com petrechos de pesca, o que nos traz mais preocupação”, explica Emanuel Ferreira, gerente do PMP-BS/R3 Animal.

O que fazer se encontrar um animal marinho morto ou debilitado?

Caso encontre um mamífero, ave ou tartaruga marinha debilitada ou morta na praia, ligue 0800 642 3341; Mantenha distância e ajude a isolar a área; Evite contato desses mamíferos ou outros animais silvestres com bichos de estimação, pois eles podem transmitir doença entre si. Os cachorros também podem atacar o animal. Evite tirar fotos com o uso de flash, nem forneça alimentos ou force o animal a entrar na água.

Com informações do NSCTotal

Notícias Relacionadas

Fapesc investe R$ 1 milhão em novos estudos para produção de vinho e uva em SC

A produção de uvas e vinho abrange ainda uma área de cultivo de cerca de 6 mil hectares em diferentes regiões. Só de vinícolas, são 95 empresas registradas no Estado

Profissionais da Assistência Social passam por minicurso sobre abordagem antirracista em Criciúma

Palestra foi ministrada por três profissionais da área da Educação e Direito e ocorreu no Salão Ouro Negro

24 horas: Um sonho de 30 anos realizado em Cocal do Sul

A inauguração será neste domingo (26), às 18h, no dia do aniversário de 30 anos de Cocal do Sul

Edital Cultura Criciúma contemplará 30 projetos com R$ 133 mil

Inscrições podem ser feitas até o dia 22 de outubro. Objetivo é incentivar atividades culturais na cidade