Geral

Dupla é condenada a 50 anos de prisão por latrocínio de idoso ocorrido em Criciúma

Segundo a denúncia, o crime ocorreu no bairro Operária Nova, na cidade-sede da comarca, quando os dois acusados teriam aceitado realizar um programa sexual na casa da vítima

Divulgação

O juízo da 1ª Vara Criminal da comarca de Criciúma condenou dois homens, de 45 e 39 anos, pelo latrocínio de um idoso de 62 anos, ocorrido em janeiro deste ano. As penas somadas alcançam 50 anos de prisão.

Segundo a denúncia, o crime ocorreu no bairro Operária Nova, na cidade-sede da comarca, quando os dois acusados teriam aceitado realizar um programa sexual na casa da vítima. Após um desacordo sobre o pagamento do serviço e já com o intuito de subtrair bens, teriam se aproveitado de que o idoso estava de costas e o estrangulado com um fio de extensão elétrica.

A dupla fugiu do local com diversos itens subtraídos. A vítima foi abandonada com braços e pernas amarrados com fios e um cinto. Além disso, no mesmo dia, os agressores teriam vendido o celular da vítima para um casal.

Os dois réus foram condenados por latrocínio, respectivamente, a penas de 30 anos e 20 anos de reclusão, em regime inicial fechado. O direito a recorrer em liberdade foi negado para ambos. Quanto ao casal que adquiriu o celular roubado da vítima, ambos foram condenados a um ano de reclusão, em regime aberto, e ao pagamento de 10 dias-multa, pelo crime de receptação. Cabe recurso da decisão ao TJSC (Ação Penal 5003271- 91.2021.8.24.0020).

Notícias Relacionadas

SC estuda dispensar uso de máscaras em ambientes abertos em outubro

Uso seria opcional e medida depende do avanço da vacinação

Mulher fica com cabelos presos na roda após capotar carro em SC

Acidente mobilizou bombeiros na noite deste domingo (26)

Motorista morre após caminhão entrar na área de escape da BR-376 e carga atingir a cabine em SC

Carreta com dois semi-reboques estava carregada de madeira

Ação conjunta apreende mais de uma tonelada de maconha em picape roubada em SC

Carga está avaliada em aproximadamente R$ 2,5 milhões