Geral

É lei: Em Criciúma, fila de banco na calçada conta como tempo de espera

Está sancionada em Criciúma a Lei que altera a regulamentação da fila de espera em bancos.

Divulgação

Está sancionada em Criciúma a Lei que altera a regulamentação da fila de espera em bancos. Trata-se de proposta aprovada na Câmara de Vereadores que prevê a entrega do bilhete de senha quando o usuário chega na fila de espera, dentro ou fora da agência bancária.

A proposta, do vereador Nicola Martins, do PSDB, foi apresentada em razão de registro de espera por horas em filas fora das agências bancárias, ferindo a lei já existente do tempo máximo de espera , já que os clientes só recebiam as senhas ao entrar no banco.

Conforme a lei vigente em Criciúma em 2011, o tempo de espera na fila deve ser de no máximo 20 minutos em dias normais e até 30 minutos em vésperas de feriados.

A proposta do vereador alterou a lei vigente acrescentando que as senhas devem ser entregues quando o cidadão ingressa na fila, independente de ser dentro ou fora da agência bancária.

A lei foi aprovada por unanimidade em março e sancionada nesta semana pelo prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro, do PSDB.

Com informações do site ND Mais

Notícias Relacionadas

Reunião discute medidas para reduzir filas nas agências bancárias, em Içara

Cliente vítima de golpe praticado por gerente do seu próprio banco será indenizada

A 2ª Vara Cível da comarca de Laguna condenou instituição financeira a indenizar uma cliente que foi vítima de estelionato praticado pela própria gerente de sua agência bancária.

Procon e Sindicato dos Bancários atuam contra excesso de espera, em Criciúma

Polícia prende assaltantes de cooperativa de crédito em Treze de Maio

Crime aconteceu na quinta-feira (05) no centro da cidade. Após denúncias de moradores, os criminosos foram presos e o dinheiro recuperado.