Geral

Em assembleia, participação de membros é enaltecida e reforçada com capacitação

Além da aprovação de alterações de representantes em grupos de trabalho e discussão do processo de seleção, renovação e substituição de organizações e membros.

Foto: Divulgação

Representantes de entidades membros do Comitê da Bacia do Rio Urussanga participaram na tarde desta quarta-feira, dia 13, da primeira Assembleia Geral Ordinária deste ano, nas dependências da Universidade do Extremo Sul Catarinense (UNESC). As deliberações aprovaram remanejamentos e modificações no plano de aplicação do projeto de operacionalização apresentados pela coordenadora da AGUAR, Cenilda Mazzucco, além da aprovação de alterações de representantes em grupos de trabalho e discussão do processo de seleção, renovação e substituição de organizações e membros.

“A participação de entidades membros e seus múltiplos profissionais é fundamental para contribuir nas competências e decisões as quais, a qualquer momento, podem solicitar a posição do Comitê perante situações adversas”, frisou a presidente do Comitê da Bacia do Rio Urussanga, Carla Possamai Della.

Os membros também analisaram e aprovaram a parceria do órgão colegiado na proposta de Acordo Internacional entre a AGUAR e a Universidade do Minho (Portugal). “Este acordo que visa a troca de experiências permitirá a participação de outras entidades interessadas que estão inseridas no Comitê, por exemplo, nas futuras ações. Agora será montado o projeto para captação de recursos”, explicou a técnica em recursos hídricos da AGUAR para o Comitê da Bacia do Rio Urussanga, Rose Adami.

O técnico da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Sustentável (SDS), César Seibt, enalteceu que a organização de um Comitê melhora o funcionamento e propõe mais transparência. A assembleia encerrou com a primeira capacitação permanente de membros que abordou como tema “Bacia Hidrográfica: Unidade territorial de ocupação humana e de planejamento de recursos hídricos”. Assuntos como meio físico e biológico, uso da terra e problemas ambientais foram conduzidos pelas ministrantes Yasmine de Moura da Cunha (Unesc) e Rose Maria Adami (AGUAR). Outras cinco capacitações serão promovidas até o mês de agosto.

Colaboração: Comunicação Comitê Rio Urussanga

Notícias Relacionadas

Comin apresenta parecer favorável a projeto que cede imóvel para servidores de Criciúma

O imóvel em questão está localizado no Distrito do Rio Maina. O prédio ficou conhecido pela população por abrigar o Batalhão da Polícia Militar na cidade.

Proposta de reajuste é rejeitada pelos Comerciários

Coopermila reúne centenas de associados durante Assembleia Geral em Lauro Müller

Novo Conselho Fiscal foi apresentado durante o encontro, que contou também com a prestação de contas da atual diretoria e previsão de investimentos para 2019.

Pinho Moreira sanciona lei que garante aumento de salário para deputados estaduais

Atualmente, o salário é de R$ 25.322,25 e o valor só subirá para R$ 29.469,99 se for confirmado o "efeito cascata" do reajuste concedido aos ministros do Superior Tribunal Federal (STF) em novembro.