Geral

Em café com a imprensa, prefeito de Tubarão faz balanço dos 1000 dias de gestão

Paralelo ao balanço, o município também concluiu o processo de licitação para urbanização do parque industrial do bairro São João Margem Esquerda

Marcelo Becker/Decom/PMT

Os 1000 dias de Governo, completados na última sexta-feira (27), tiveram uma prestação de contas das principais iniciativas e realizações durante um café da tarde com a imprensa tubaronense e regional. Paralelo ao balanço, o município também concluiu o processo de licitação para urbanização do parque industrial do bairro São João Margem Esquerda, que será executado pelas empresas Pavimentadora Alfa, de Tubarão, e Energiza Instalações Elétricas LTDA, de Joaçaba.

Mesmo já conhecidas, algumas das principais realizações do Governo tiveram a importância ressaltada pelo prefeito Joares Ponticelli. A revitalização dos acessos do município, o fim eminente da lista de espera por uma vaga na Educação Infantil, as reformas das Unidades Básicas de Saúde (UBS) e o moderno Centro de Referência em Saúde na margem direita e, as inúmeras obras com os financiamentos do Fonplata, Finisa e BRDE foram alguns dos destaques.

Situações que tiveram participação indireta do Governo, como o levantamento feito pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) que cita Tubarão na 15ª colocação das cidades com 100 mil habitantes mais seguras do país, também foram saudadas. Mesmo a segurança pública uma responsabilidade do Estado, a prefeitura investiu mais de R$ 1,5 milhão por ano em convênios com a Polícia Militar e Polícia Civil, contribuindo assim para a elaboração deste indicador.

“Nosso legado será ter colocado todas as crianças da Educação Infantil na sala de aula, o que estamos bem perto de realizar, mas a questão da segurança interfere diretamente na economia, pois esse item é o que mais chama a atenção dos empreendedores, que querem investir seu dinheiro e viver em cidades que tenham segurança. E Tubarão hoje está nessa condição”, destaca o prefeito.

Iniciativas que tiveram reconhecimento estadual como a licitação de produtos para a merenda escolar fortalecendo a agricultura familiar local, vencedora em uma categoria do Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor, e diversos cases de sucesso na área de tecnologia e inovação, também foram comemoradas na prestação de contas. A referência destas e outras ações por parte de membros do Governo do Estado, Assembleia Legislativa e outras prefeituras em eventos como o recente Congresso de Prefeitos da Federação Catarinense de Municípios (Fecam) se apresentou como um indicativo independente dos acertos do Governo municipal ao longo desses 1000 dias.

Parque industrial

As obras de urbanização do Parque Empresarial José Roberto Cardoso Tournier, no bairro São João Margem Direita, serão executadas pelas empresas Pavimentadora Alfa, de Tubarão, e Energiza Instalações Elétricas LTDA, de Joaçaba. A licitação foi concluída na tarde desta sexta-feira (27).

A Alfa executará o Lote 1, da pavimentação e drenagem. As obras terão um custo de R$ 2.165.700,15 e o prazo de execução é de 180 dias. Já a Energiza fará a rede de abastecimento e instalação elétrica ao custo de R$ 288.169,58, com prazo de execução também de 180 dias.

Notícias Relacionadas

Apoio ao candidato Vitorassi para eleição da Coorsel se intensifica durante reuniões com associados

Na noite de hoje (16), às 19h30min, os associados da comunidade de São Gabriel são convidados a participarem do encontro com os candidatos, em Treze de Maio.

TRF4 manda afastar do cargo prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro, preso na Operação Chabu

Determinação é que fique 30 dias fora das funções e não faça contato com demais suspeitos de envolvimento na operação. PF investiga a violação de sigilo de operações policiais

Três pessoas são presas em Tubarão ao pedir doações para entidade que não existe

Os suspeitos foram presos por estelionato na tarde desta segunda-feira (23)

Tribunal de Justiça autoriza prefeitura a retomar obras da passarela em frente à Unisul, em Tubarão

Iniciada em fevereiro, a construção da passarela precisou ser interrompida por alguns dias ainda no primeiro semestre por conta da ação judicial de uma empresa inabilitada no processo de licitação.