Política

Em coletiva, Mota anuncia que não será mais candidato

Foto: Divulgação

O ex-deputado estadual Manoel Mota reuniu a imprensa em sua casa, nesta quarta-feira (18), para anunciar a sua desistência em concorrer a uma vaga na Assembleia Legislativa. Emocionado, Mota fez ainda um levantamento das obras e ações que foram realizadas na região com seu apoio e agradeceu a todos que o apoiaram na sua trajetória política.

Ao lado de lideranças do Sul de Santa Catarina, Mota anunciou que não irá concorrer a nenhum cargo político, mas que continuará envolvido na política, buscando melhorias para a região. “Foram 34 anos de vida pública sem nada que desabonasse minha conduta. Não serei mais candidato, mas minha história com a região não termina aqui. Estarei sempre à disposição para lutar pelo que acredito e para que a região Sul continue a crescer”, reforçou.

Segundo Mota, ele sai de cabeça erguida. “As vezes, é preciso dar um passo para trás para seguirmos em frente e é isso que estou fazendo agora”. A pedido da família, Mota decidiu não concorrer a deputado estadual pela oitava vez. Ele afirmou ainda que a falta da liberação de recursos do Governo do Estado para a região também pesou na decisão final. “A paralisação dos caminhoneiros gerou um grande prejuízo ao Estado, que não pode cumprir com a liberação de importantes convênios para a região”.

Mota ainda avaliou sua vida pública. “Trabalhei muito pela região, foram muitos recursos liberados e só tenho gratidão ao sul de Santa Catarina, especialmente ao Vale do Araranguá, que sempre me apoiou”, declarou.

Entre as lideranças que acompanharam a coletiva estavam os prefeitos de São Ludgero Ibaneis Lembeck, de São Martinho, Robson Back, de Turvo, Tiago Zilli, o secretário Regional, Heriberto Schmidt, o presidente do MDB César Cesa, o presidente da Cegero, Francisco Niehues Neto, e os vereadores de Sombrio, Carlinhos Gomes e Adenir Duarte, de Urussanga, Vanderlei Marcirio, o Deco, de São Ludgero, Adriano Becker, e de Araranguá, Jorge Luiz Pereira e Ronaldinho Soares.

Colaboração: Comunicação Manoel Mota 

Notícias Relacionadas

Comissão aprova nome de José Nei Ascari ao TCE

Novos nomes do PSD se reúnem para discutir ações para as eleições deste ano

TSE aprova reserva de recursos para negros nas eleições de 2022

Critério de distribuição também deverá ser aplicado no tempo de TV

Alesc dará prosseguimento a pedido de impeachment de governador e vice

O presidente da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, deputado Julio Garcia (PSD), acatou parecer da Procuradoria Jurídica do Parlamento estadual e dará prosseguimento ao pedido de impeachment do governador Carlos Moisés da Silva (PSL) e da vice Daniela Reinehr