Geral

Em mensagem anual à Alesc, Carlos Moisés destaca desafios de 2020 e reforça parceria com o Legislativo

Em seu discurso, o governador elencou situações desafiadoras que o Estado precisou enfrentar

Divulgação

O governador Carlos Moisés destacou os grandes desafios enfrentados por Santa Catarina no ano de 2020 e a intenção de reforçar as parcerias com a Assembleia Legislativa durante a leitura da mensagem anual aos deputados estaduais na tarde desta terça-feira, 02. A sessão marcou o início dos trabalhos do Poder Legislativo para o ano de 2021. No dia anterior, a Alesc elegeu a nova mesa diretora, com a presidência do deputado Mauro de Nadal.

Em seu discurso, o governador elencou situações desafiadoras que o Estado precisou enfrentar, especialmente em relação à pandemia de Covid-19. Mas salientou que Santa Catarina se manteve com a menor taxa de letalidade do país e foi considerada por entidades independentes como uma das melhores gestões no enfrentamento à doença do país.

O chefe do Executivo estadual também citou a estiagem no Grande Oeste, o ciclone-bomba e as enxurradas em Presidente Getúlio como alguns dos eventos climáticos que testaram os catarinenses e causaram grandes estragos. Apesar disso, Carlos Moisés afirmou que o ano de 2020 também foi de oportunidades e destacou avanços obtidos.

“A economia cresceu acima de média nacional, as contas públicas, para as quais este Parlamento muito contribuiu ao longo de todo 2020, fecharam no azul – as de 2019, inclusive, foram aprovadas por unanimidade pelo TCE – o melhor resultado da década. Além disso, a oferta de serviços públicos avançou no digital, seguimos como um dos estados mais competitivos do país, além de ser, também, um dos mais seguros, 10 com índices de criminalidade caindo a cada ano. E para coroar um ano desafiador e de muito trabalho, nada melhor do que saber que fomos o estado que mais gerou empregos em 2020, com um saldo positivo de mais de 53 mil vagas”, discursou o governador.

Em relação ao futuro, Carlos Moisés destacou que pretende intensificar o diálogo com o Parlamento, inclusive com a definição das obras prioritárias para o Estado nos próximos dois anos. Segundo o governador, a parceria entre os poderes só tem a contribuir com Santa Catarina.

“Para os próximos dois anos, mais de R$ 10 bilhões serão investidos na retomada ainda mais intensa da nossa economia, na disponibilidade hídrica e, como não poderia deixar de ser, na infraestrutura. Onde e como vamos investir, o que iremos priorizar, isso iremos definir juntos. Com diálogo, conciliação e trabalho integrado”, falou aos deputados.

Por fim, o governador salientou que o momento é de União, de reconstruir pontes e oportunidades. “Já somos um grande estado, mas podemos melhorar sempre. Não existe a maneira certa de fazer a coisa errada. Nossas vidas são feitas de escolhas. Façamos as escolhas certas”, finalizou o governador.

Acompanharam a sessão na Alesc a vice-governadora Daniela Reinehr, o presidente do TJSC, desembargador Ricardo Roesler, o procurador-geral de Justiça, Fernando Comin, o presidente do TCE, Adircélio de Moraes Ferreira Júnior, secretários de Estado, entre outras autoridades.

Notícias Relacionadas

Pessoas com 54 e 55 anos serão vacinadas contra Covid-19, em São Ludgero

Durante a vacinação contra Covid-19 as Secretarias de Assistência Social e Saúde estão realizando a campanha “Vacina contra Fome”.

Criança é flagrada dirigindo veículo na Estrada Geral do Rio Novo, em Orleans

A criança foi abordada junto com seu avô, que estava no banco do carona

Mais três unidades de saúde passam por reformas em Morro da Fumaça

São cinco as estruturas que recebem por melhorias nos últimos dois anos

Criciúma vence e assume vice-liderança da Série C

Hygor e Dudu marcaram os gols da vitória do Tigre por 2 a 1 sobre o Ypiranga