Segurança

Em seis meses, escola de Araranguá é arrombada cerca de 30 vezes

A Escola de Educação Fundamental Patrulheiro Jucemar Paes, localizada no bairro Polícia Rodoviária, em Araranguá, foi mais uma vez alvo da ação de vândalos e ladrões. Só este ano o educandário já foi arrombado, furtado e depredado cerca de 30 vezes.

No fim da manhã deste sábado, a professora Márcia Emerim, que mora próximo a escola, foi chamada por um vizinho, que viu o colégio mais uma vez depredado. “Até então eles estavam furtando só a cozinha e levavam comida, só que hoje eles roubaram motor e arrombaram a grade da parede”, contou a educadora abismada.

Os criminosos arrombaram a grade da cozinha, que estava fixada na parede, deixando um buraco na construção, quebraram o vidro de uma sala de aula e da secretaria e levaram o motor de água, que ficava no fundo de uma sala de aula, deixando marcas de calçado e barro no local.

A cozinheira verificou os pertences da cozinha e observou que, apesar do lugar estar bastante revirado, desta vez nada foi levado, porém das outras vezes, os marginais levaram a merenda das crianças e já chegaram a defecar na cozinha. O último furto aconteceu uma semana antes.

O colégio é monitorado por uma empresa de vigilância e o alarme disparou duas vezes na manhã de sábado, o prédio não tem vigilante trabalhando. “Isto está ficando demais, olha quantas vezes já invadiram a escola”, protestou a professora.

No ano passado o educandário foi invadido mais de 50 vezes. A professora não tem ideia de quem sejam os autores dos seguidos crimes. “Ninguém foi preso e eu não desconfio de ninguém, quando a gente chega aqui já aconteceu, a escola já foi arrombada”, declarou Márcia.

A Polícia Militar foi acionada e esteve no local do crime vistoriando e confeccionando um Boletim de Ocorrência.

Com informações do Grupo Correio do Sul

  • 05557375edd1a38d04c3d1c79a958a8c
  • 5dc9c39066197c0881ecffe462df0fdf