Poder Legislativo

Em sessão extraordinária, Projeto de Lei é rejeitado na Câmara de Vereadores de Lauro Müller

O Projeto de Lei Ordinária nº 50/2021, que propõe correção de matricula da escritura da Fundação Hospitalar, recebeu quatro votos contrários e dois favoráveis.

Foto: Ketully Beltrame

Em sessão extraordinária realizada nesta quarta-feira, dia 17, o Projeto de Lei Ordinária nº 50/2021, de autoria do Poder Executivo, que autoriza o Poder Executivo a instituir fundação pública com personalidade jurídica de direito privado denominada Fundação de Saúde de Lauro Müller, foi reprovado por quatro votos a dois.

Foram contrários ao Projeto de Lei os seguintes vereadores: Acione Andrade Izidoro, Alexsandro Marchioli, Guilherme Coan e Ronaldo da Silva. Votaram a favor os seguintes vereadores: Ema Hofmann Benedet e Gelcioni Helena Alves Velho. Os vereadores Lindomar Cataneo e Rodrigo Dias estiveram ausentes e o vereador Manoel Leandro Filho, por ser presidente da Casa Legislativa, só votaria em caso de empate.

Justificativa do Poder Executivo

Em justificativa ao Projeto de Lei Ordinária nº 50/2021, a Prefeitura Municipal de Lauro Müller afirmou que, “ao verificar a titularidade dos imóveis de matrícula nº 14.004 (área rural), nº 14.007 (área no entorno do hospital) e nº 14.008 (área em que está localizada a edificação do hospital), constatou que permanecem sob a titularidade da antiga Autarquia Municipal Hospital Henrique Lage”.

Dessa forma, a Prefeitura alega que a intenção seria que os imóveis retornassem à titularidade do Município. “Ocorre que, apesar da determinação legal, todos os imóveis permaneceram sob a titularidade da extinta autarquia municipal. Não obstante, com o advento da Lei nº 1.944/2017, a lei que cria a Fundação Hospitalar Henrique Lage (Fundação de Saúde de Lauro Müller), no artigo 35, §1º, a), trouxe como imóvel de propriedade da Fundação o de matrícula nº 14.007, referente à área do entorno do Hospital”.

Justificativa dos vereadores contrários

Os vereadores que votaram contra o Projeto de Lei sugeriram para a Prefeitura de Lauro Müller que encaminhasse para a Casa Legislativa Projetos de Lei que contemplassem o desmembramento das escrituras. Dessa forma, a intenção é que se passe para a Fundação Hospitalar apenas o imóvel onde fica localizado o prédio do hospital. Isso porque eles sugerem que os imóveis onde ficam situados a Secretaria da Saúde e o CAPS não sejam encaminhados para a Fundação Hospitalar, pois são considerados patrimônio público e a Fundação Hospitalar, por sua vez, é de direito privado.

Ouça o áudio completo da sessão extraordinária através deste link.

Notícias Relacionadas

Em sessão extraordinária, vereadores de Lauro Müller aprovam lei que define políticas de assistência social no Município

Em sessão extraordinária, vereadores de Lauro Müller rejeitam Projeto de Lei Ordinária n° 42/2020

A reunião extraordinária desta sexta-feira (27), iniciou as 18h sob presidência do Vereador Manoel Leandro Filho, obedecendo todas as normas de prevenção a contaminação de Covid-19.

Em sessão extraordinária, vereadores de Lauro Müller rejeitam dois Projetos de Lei

A reunião extraordinária desta sexta-feira (18), iniciou as 15h sob presidência do Vereador Manoel Leandro Filho, obedecendo todas as normas de prevenção a contaminação de Covid-19.

Natal Show da Educação em Braço do Norte é cancelado

A medida se faz necessária para cumprir as Portarias n. 1303/2021 e n. 1305/2021, ambas da Secretaria de Estado da Saúde