Geral

Em uma transação envolvendo mais de R$ 6 bilhões, dona da multinacional JBS, a maior produtora de carne do mundo, compra minas de ferro e manganês da Vale e entra no mercado de mineração do Brasil

‘JBS da Mineração’ sai do papel: J&F Investimentos fecha compra bilionária das minas de manganês e ferro da Vale no Mato Grosso do Sul.

Divulgação

Conforme o IG Economia, a J&F, empresa que controla a multinacional JBS – maior produtora de carne do mundo, fechou acordo bilionário para comprar minas de ferro e manganês da Vale no Mato Grosso do Sul. A transação, de cerca de US$ 1,2 bilhão, marca a entrada da holding dos irmãos Joesley e Wesley Batista no setor de mineração.

A holding controlada pelos irmãos Batista já abrange a produtora de celulose Eldorado, o Banco Original, a instituição de pagamentos PicPay e a Flora, detentora das marcas de limpeza Minuano e Assim.

Com essa transação, a “JBS da mineração” começa a se tornar realidade, e este deve ser só o “primeiro passo” para a gigante mundial no mercado de processamento de carne se tornar um player relevante nesse novo setor.

A mineradora Vale apontou, no fim da última semana, sua estratégia de simplificação de portfólio, informando estar em tratativas avançadas para vender as operações de minério de ferro, manganês e logística que compõem o Sistema Centro-Oeste.

Mina de Corumbá produziu 2,7 milhões de toneladas de minério de ferro, principal matéria-prima para fabricar aço, além de 200 mil toneladas de manganês

De acordo com a mineradora, no ano passado, a mina de Corumbá produziu 2,7 milhões de toneladas de minério de ferro, principal matéria-prima para fabricar aço, além de 200 mil toneladas de manganês, usado em várias aplicações, inclusive como ferro-liga utilizada como insumo por siderúrgicas.

A Vale quer se concentrar na produção de minério de ferro em duas regiões: a do Sul, em Minas Gerais, com operações em várias minas e instalações de beneficiamento de finos e pelotas de ferro, e a do Norte, na grande reserva de Carajás, no sul do Estado do Pará.

Nesse local, a companhia explora a mina gigante S11D, que produz mais de 100 milhões de toneladas por ano.

Entretanto, sobre a transação, a Vale limitou-se a reiterar o comunicado de sexta-feira, enquanto a J&F não comentou o assunto.

J&F é acionista majoritária da produtora de celulose de eucalipto em Mato Grosso do Sul, a Eldorado Brasil.
Como informado acima, vale ressaltar que, além de controlar a maior produtora de proteína animal do mundo, a J&F é acionista majoritária da produtora de celulose de eucalipto em Mato Grosso do Sul, a Eldorado Brasil.

Nesse empreendimento, em que é dona de 50,6% do capital, há quase quatro anos a J&F enfrenta uma disputa judicial sobre o controle da produtora de celulose com a sócia Paper Excellence (PE).

Com informações do site CPG

Notícias Relacionadas

Rodovia de Criciúma onde morreu empresário fica pronta em dez dias

Previsão de entrega da revitalização de um dos acessos de Criciúma teve o cronograma readaptado, mas agora está no novo prazo previsto

Mulher é atingida com tijolada na cabeça por marido bêbado em SC

Vítima foi parar no hospital e precisou de pontos cirúrgicos na cabeça. Agressor foi preso em flagrante

Prazo para aderir ao Relp termina dia 31, alerta Receita Federal

Pagamento pode ser feito em até 180 vezes

Homem em situação de rua é agredido com pedras por duas pessoas em SC, diz PM

Agressões só pararam quando um motorista que passava pelo centro começou a buzinar. Ninguém foi preso.