Geral

Empresa desiste e implantação de rede de saneamento básico é paralisada em Lauro Müller

Apenas 18% dos 38 quilômetros de rede foram instalados na cidade.

Foto: Sul In Foco

As obras de instalação da rede de saneamento básico em Lauro Müller estão suspensas. A empresa responsável pelo serviço comunicou a Casan na semana passada sobre a sua desistência. Segundo a estatal, o motivo alegado pela empresa Associados Engenharia, de Belém do Pará, foi o alto custo na recuperação das ruas onde a rede seria instalada. Somente 18% dos 38 quilômetros de rede foram concluídos.

Segundo o gerente de construção da Casan, Fábio Krieger, a rescisão contratual aconteceu de maneira amigável e a previsão é que o trabalho seja retomado somente em 2018. “Eles alegaram dificuldades financeiras em continuar a obra em função do alto custo para a recuperação das ruas. Comunicamos os órgãos financiadores da obra sobre a rescisão e até o fim do ano conheceremos a nova empresa que dará continuidade”, destacou.

Conforme relatórios divulgados em maio pela Casan, a empresa teria executado 373 ligações e 5,4 quilômetros de rede.

Krieger ressalta que a empresa na época da abertura do edital de concorrência, apresentou uma proposta com desconto de 7% no valor proposto pela estatal. “Vamos realizar outro processo licitatório e definir uma nova empresa. A previsão é que a implantação da rede seja retomada no primeiro trimestre de 2018, com previsão de entrega para 2019”, acrescenta o engenheiro. Os recursos são provenientes da Caixa Federal (85%) com contrapartida da CASAN (15%).

Paralisação anunciada

Em maio deste ano, durante um encontro entre lideranças municipais, vereadores e responsáveis pela obra, ficou definido que os trabalhos de instalação de rede ficariam paralisados até que fosse realizado a repavimentação das ruas que já receberam a rede.

Conforme relatório apresentado pelo departamento de engenharia do município, ruas dos bairros Sumaré e Içarense estariam com a vala apenas com terra e pedras britas há mais de 60 dias. Ainda durante o encontro, o prefeito Valdir Fontanella solicitou também à equipe responsável da Casan, o plano de ação que seria executado nas ruas centrais da cidade para que fosse analisado junto a equipe de engenharia do município.

O Portal Sul In Foco manteve contato com o engenheiro responsável da empresa Associados Engenharia, mas não obteve resposta.

A obra

O investimento de R$ 16 milhões vai garantir a 72% da população do município cobertura com coleta e tratamento de esgoto. O montante contempla a implantação da rede de coleta e outra para construção da ETE (Estação de Tratamento de Esgotos). Esta última, outra empresa catarinense executará o serviço, mas com prazo alterado em função da desistência da empresa responsável pela instalação da rede na cidade.

A obra beneficiará, além do Centro, os bairros Sumaré, Içarense, Santa Bárbara, Km1, Arizona e Bela Vista.

Notícias Relacionadas

ALERTA: Período de seca pode comprometer consumo de água em Lauro Müller

A represa localizada em Rio Bonito, a qual abastece os setores de abrangência da companhia em Lauro Müller, está quase seca.

Senador garante R$ 40 milhões e obras da Serra da Rocinha não sofrem ameaça

Tribunal de Justiça autoriza prefeitura a retomar obras da passarela em frente à Unisul, em Tubarão

Iniciada em fevereiro, a construção da passarela precisou ser interrompida por alguns dias ainda no primeiro semestre por conta da ação judicial de uma empresa inabilitada no processo de licitação.

Estado anuncia R$ 8 milhões para recuperação de ruas de Criciúma que passam por obras da Casan

Em Criciúma o sistema de saneamento básico está sendo ampliado no Bairro São Luiz.