Trânsito

Empresários e agricultores aderem ao movimento de caminhoneiros no Sul; VEJA VÍDEO

Tratores foram colocados juntos aos trechos de interdição em Jaguaruna e Imbituba. Apenas veículos leves passam pelos bloqueios, como carros e ônibus.

Foto: Divulgação

Atualizada às 15h32min – Seguem os manifestos de caminhoneiros com interdição de rodovias por todo o país. Já são 17 estados com registro de mobilizações. No Sul de Santa Catarina, as cidades de Imbituba, Jaguaruna e Araranguá registram interdições na BR-101. O motivo é a alta do preço dos combustíveis. Nestes locais o trânsito de caminhões foi bloqueado parcialmente ou totalmente

Empresários do setor de transportes e agricultores locais também aderiram ao movimento. A empresa Fontanella Transportes, com matriz em Lauro Müller, divulgou apoio através das redes sociais à paralisação dos caminhoneiros em diversas partes do país, como descrito pelo diretor executivo Ramiris Fontanella.

Em Imbituba e Jaguaruna, dezenas de tratores ocupam postos de combustíveis e trechos na BR-101. Na cidade portuária, o manifesto acontece sob o viaduto da rodovia federal. O local é utilizado de acesso ao porto. Segundo comerciantes locais, nenhum caminhão entra ou sai da cidade portuária desde às 8 horas, pelo menos no acesso Norte, local do manifesto.

Em Jaguaruna, o trânsito na BR-101 segue em meia pista em ambos os sentidos, tendo o tráfego liberado somente para veículos de passeios e ônibus. A interdição acontece desde o meio-dia, no km 354, próximo ao Posto Nápoles. Conforme informações, dezenas de caminhões se aglomeram no pátio do posto, juntamente com tratores.

Foto: Divulgação

Já no extremo sul, em Araranguá, segue a paralisação. Caminhoneiros são convidados a aderirem ao movimento às margens da rodovia na comunidade de Sanga da Areia (próximo a Havan).

A entidade representativa das empresas do Transporte Rodoviário de Cargas de Santa Catarina, a Fetrancesc, emitiu uma nota declarando contrariedade a nova política de reajustes dos combustíveis da Petrobrás e, se solidarizando com o movimentos dos caminhoneiros. Acompanhe a seguir, trecho da nota assinada pelo presidente Ari Rabaiolli e o vice Dagnor Schneider:

Além de dificultar toda a cadeia produtiva do País, os reajustes inviabilizam financeiramente o cotidiano das empresas e novos investimentos que poderiam aprimorar o setor. Eles são um exagero, diante de uma taxa de inflação abaixo da média e da excessiva carga tributária do Brasil que incide no transporte.

Para demonstrar o impacto na atividade do transporte, a Fetrancesc é solidária a todo e qualquer tipo de manifestação na sua íntegra, desde que pacífica. Respeitamos a cláusula constitucional que concede a todo cidadão o direito de ir e vir e orientamos que não haja bloqueio de rodovias. A nossa proposta é que os caminhões sequer saiam dos pátios das empresas para preservarmos a integridade do nosso principal patrimônio: o colaborador.

Por fim, a Fetrancesc espera que a União faça uma revisão completa na tributação federal sobre o preço dos combustíveis e que reveja a política adotada pela Petrobras. Nosso anseio é que não só as empresas que realizam o transporte de cargas e movimentam a economia do País deixem de serem prejudicadas, como também os proprietários de carros particulares deixem de ser prejudicados.

Veja como está a situação pelo Estado

Veja mais fotos do manifesto em Imbituba

  • 3d08bc7d-4daa-42ff-8b85-64f75b75d76d
  • 5f37ca05-da01-485c-ab6b-da493a28e972
  • 2316254d-682d-481b-aad6-052a0d7c2236
  • 639071e3-7a1b-4905-9f98-492804e47eb4
  • TRATOR
  • 77b180d4-81b6-4534-b6c4-0d738a328027

Veja vídeo do manifesto em Imbituba

Notícias Relacionadas

Senador garante R$ 40 milhões e obras da Serra da Rocinha não sofrem ameaça

Condutor é preso após tentar atropelar um policial federal rodoviário na BR-101, em Biguaçu

O homem de 24 anos estava com um com um veículo roubado. A ocorrência foi registrada na manhã do último sábado (13).

Estacionamento e obra parada são alvos de protesto em Laguna

Morador de Lauro Müller é baleado durante assalto a ônibus de comerciantes na BR-101; Veja vídeos