Educação

Enem 2021: inscrições para pessoas privadas de liberdade acabam dia 17

As provas serão aplicadas nos dias 11 e 12 de janeiro de 2022

Divulgação

Estão aberta, até sexta-feira (17), as inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio para Pessoas Privadas de Liberdade ou sob medida socioeducativa que inclua privação de liberdade, o Enem PPL 2021. As inscrições devem ser feitas pelo responsável pedagógico da unidade prisional ou socioeducativa, por meio do sistema do exame.

O responsável pedagógico é o encarregado por acompanhar todas as etapas do exame até a divulgação dos resultados. Entre as obrigações estão solicitar atendimento especializado e tratamento pelo nome social para os participantes que precisarem, indicar as salas de provas e divulgar as informações aos participantes.

Também cabe a ele manter, sob sua guarda e sigilo, a senha de acesso ao sistema e os números de inscrição e de Cadastro de Pessoa Física (CPF) dos participantes. Os dados são indispensáveis para o acompanhamento do processo de inscrição e a obtenção dos resultados individuais.

O prazo de inscrição do Enem PPL começou no dia 6 de setembro. As provas serão aplicadas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) nos dias 11 e 12 de janeiro de 2022.

O Enem PPL têm o mesmo nível de dificuldade do Enem regular. A única diferença está na aplicação, que ocorre dentro de unidades prisionais e socioeducativas indicadas pelos órgãos de administração de cada estado e Distrito Federal.

O Enem avalia o desempenho escolar dos estudantes ao término da educação básica e é a principal porta de entrada para a educação superior no Brasil, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e de iniciativas como o Programa Universidade para Todos (ProUni) e o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Universidades privadas também utilizam o Enem para selecionar estudantes, bem como algumas instituições de Portugal que têm convênio com o Inep para aceitarem as notas do exame.

Com informações da Agência Brasil

Notícias Relacionadas

Onze detentos são indiciados por envolvimento na morte de colega de cela em SC

Sete dos suspeitos foram indiciados pelos crimes de homicídio qualificado e fraude processual. Outros quatro vão responder por falso testemunho.

Revista Legislativa

Vilmar Guedes é eleito presidente do Criciúma até 2024

Ex-vice financeiro assume no lugar que era de Anselmo Freitas, que renunciou ao cargo; novo mandatário prega continuidade

94 pedras de crack são apreendidas com adolescente de 16 anos em Tubarão

O menor de idade foi alcançado pelo Tático na tentativa de fuga e afirmou participar do comércio de entorpecentes com um comparsa que escapou