Geral

Epagri confirma registro de tsunami em Santa Catarina no ano de 2019

Caso aconteceu em 29 de outubro de 2019 sendo registrado inicialmente em Balneário Rincão, passando por Imbituba, Florianópolis e dissipando próximo a Balneário Camboriú

Divulgação

A Epagri confirmou nesta quinta-feira (29) que há um ano houve uma onda do tipo tsunami registrada no Litoral Centro Sul de Santa Catarina. O fenômeno, no dia 29 de outubro de 2019, foi registrado inicialmente em Balneário Rincão, passando por Imbituba, Florianópolis e dissipando próximo a Balneário Camboriú, cerca de duas horas e meia depois.

Na época, alagamentos repentinos acabaram carregando barcos e carros, trazendo prejuízos para pescadores e moradores da costa.

O que chamou a atenção, segundo o pesquisador da Marinha do Brasil no Rio de Janeiro, Rogério Candella, foi a rapidez e a força do evento.

Essa semana a editora Springer publicou na íntegra na revista Natural Hazards o “paper” Atmospherically induced large amplitude sea-level oscillations on October 29, 2019 at Santa Catarina, Brazil ii, descrevendo detalhadamente a ocorrência do tsunami de origem meteorológica que atingiu Santa Catarina.

A rede de radares meteorológicos em conjunto com as estações meteorológicas detectaram o evento como um tsunami de características meteorológicas, ou seja, um meteo tsunami.

Causas em Santa Catarina

Em Santa Catarina, a geração dessa onda se deu devido a um alinhamento de uma rápida mudança de pressão atmosférica com as ondas do mar que estavam chegando as águas costeiras mais rasas.

O marégrafo que opera no porto de Imbituba foi fundamental, segundo a Epagri, para a detecção do fenômeno, pois opera em condições análogas à rede mundial de prevenção e detecção de Tsunamis do IOC, registrando o nível do mar a cada 60 segundos.

Acompanhando a mudança do nível do mar nos outros marégrafos, se concluiu que este meteo tsunami se caracterizou por duas ondas principais, que no seu ponto máximo atingiram 75 e 118 cm, e que viajaram pela costa de Sul a Norte do estado a uma velocidade de 1,4 km/min.

 Com informações do NDMais

Notícias Relacionadas

Com aperfeiçoamento constante, Associação de Apicultores de Orleans é destaque em Santa Catarina

ALERTA: Período de seca pode comprometer consumo de água em Lauro Müller

A represa localizada em Rio Bonito, a qual abastece os setores de abrangência da companhia em Lauro Müller, está quase seca.

Seminário discute desenvolvimento da cadeia leiteira no Sul de Santa Catarina

Ciclone em SC: Agricultores e pescadores devem procurar escritórios da Epagri para acessar programa de crédito

Agricultores familiares e pescadores artesanais atingidos pelo ciclone extratropical que atingiu o estado no dia 30 de junho já podem procurar os escritórios municipais da Epagri para acessar o Menos Juros Recupera SC