Geral

Equipes do Governo do Estado atuam para minimizar estragos causados pela chuva em SC

A região mais atingida é a Grande Florianópolis, onde foram registradas pelo menos três ocorrências de deslizamento, uma delas com vítimas de soterramento

Divulgação

Equipes do Corpo de Bombeiros de Militar de Santa Catarina e da Defesa Civil estadual estão mobilizadas para o atendimento das ocorrências relacionadas às fortes chuvas que caem sobre parte do Estado neste domingo, 24. A região mais atingida é a Grande Florianópolis, onde foram registradas pelo menos três ocorrências de deslizamento, uma delas com vítimas de soterramento. No final da tarde foi confirmado que duas pessoas, mãe e filha, morreram após um deslizamento de terra e desabamento de um muro, no bairro Saco Grande, na Capital.

“O volume de chuva que caiu, especialmente na Grande Florianópolis, foi muito grande e estamos acompanhando os desdobramentos na região, com todas as nossas equipes de prontidão. É necessário que a população também mantenha o alerta e acione os Bombeiros ou a Defesa Civil assim que preciso”, destaca o governador Carlos Moisés.

Desde o começo da manhã, o Corpo de Bombeiros mantém o estado de alerta, com equipes de prontidão. A Força-Tarefa 01, do 1º Batalhão de Bombeiros Militar, com sede na Capital, já foi acionada para suporte às ocorrências. Outra região que está em alerta nos últimos dias é a do Vale do Itajaí, porém a situação é estável até o momento.

“Nós estamos alertas e prontos para atender as ocorrências no estado. O Corpo de Bombeiros Militar já está monitorando a situação de Santa Catarina nestes últimos dias e seguirá enquanto for necessário”, afirma o Comandante-Geral do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina, coronel Charles Alexandre Vieira, que também preside o Colegiado Superior de Segurança Pública.

“Em caso de emergência as pessoas podem nos acionar pelo telefone 193. Reforçamos apenas o pedido para que as pessoas não fiquem em áreas de risco, não transitem em locais alagados e se antecipem para evitar tragédias, ainda pedimos para aquelas que estão em segurança, que fiquem em suas casas”, complementa.

As equipes do Governo do Estado seguirão monitorando a situação nos próximos dias em razão do encharcamento do solo, quando a probabilidade de ocorrências de deslizamento e desmoronamento aumenta.

Notícias Relacionadas

Homem é assassinado na beira da praia, em Balneário Gaivota

Até o momento não há informações sobre idade e identidade da vítima

Coronavírus em SC: Matriz de Risco aponta 14 regiões no nível alto e três no moderado

As regiões em risco alto são Carbonífera, Extremo Oeste, Extremo Sul Catarinense, Foz do Rio Itajaí, Grande Florianópolis, Laguna, Médio Vale do Itajaí, Meio Oeste, Nordeste, Oeste, Planalto Norte, Serra Catarinsnse, Vale do Itapocu e Xanxerê

Garçons salvam banhista de afogamento em praia de Balneário Camboriú

Socorristas chegaram na sequência e continuaram protocolo de reanimação, que funcionou

Carro vai parar dentro do rio em SC minutos após sair de oficina

Apesar do prejuízo, ninguém ficou ferido com gravidade