Educação

Escolas municipais iniciam aulas de robótica para alunos do 5º ao 9º em Criciúma

Aula inaugural ocorreu nesta sexta-feira (6) e com a presença do prefeito Clésio Salvaro. A iniciativa tem a parceria da Satc, Abadeus e Senai

Divulgação

A tecnologia está em todos os lugares e avançando cada vez mais. A união da tecnologia com o empreendedorismo está proporcionando aos alunos das escolas municipais, do 5º ao 9º ano, uma oportunidade de futuro. Com as novas salas makers, 1.575 estudantes iniciaram as aulas de robótica no município. A aula inaugural ocorreu na manhã desta sexta-feira (6), na Escola Municipal de Educação Básica (EMEB) José Cesário da Silva, no bairro Nossa Senhora da Salete.

A novidade deste ano é a implantação de salas makers, onde ocorrerão as aulas de robótica. Ao todo, serão 28 delas na rede municipal de ensino, e nove já estão em funcionamento. Os locais são equipados com computadores, TVs, projetores, caixas de som, kits arduinos e impressoras 3D. “É um sistema de inovação, que vai além da tradicional sala de aula, queremos muito ir além disso. Por isso, as aulas de robótica, aulas de inglês online e o que tem de mais moderno é o que queremos oferecer aos nossos alunos. Com isso, podemos potencializar a vocação dos nossos estudantes”, ressaltou.

Dinâmica das aulas

As aulas no contraturno escolar seguem até dezembro com quatro horas semanais, totalizando 20 encontros. Conforme o professor de robótica da Abadeus, Gabriel Alves André, o objetivo do curso é proporcionar o primeiro contato dos alunos com a eletrônica. “Eles precisam aprender a base para depois continuar estudando e produzir produtos. O nosso objetivo é que eles tenham essa base e no final do curso façam um projeto. Os alunos vão estudar a parte de eletrônica e de programação. Nós sabemos que aqui estamos montando a nossa sociedade do futuro”, comentou.

Para o aluno Anthony Machado de Córdova, do 8º ano, a primeira aula de robótica foi a realização de um sonho. “Quando eu era pequeno sempre quis aprender robótica, é o meu sonho e quando vi a oportunidade de aprender, fiquei muito feliz. Hoje foi a minha primeira aula e achei muito legal, aprendemos algo simples, mas é muito divertido”, pontuou.

Em paralelo com as aulas de robótica, a prefeitura adquiriu 800 computadores, 70 TVs de 65 polegadas, 200 projetores, 220 caixas de som e 220 webcams para as salas multimídias. A instalação e a idealização da iniciativa foi em parceria com a Diretoria de Tecnologia da Informação (DTI).

“Estamos estimulando o nosso aluno a ser a geração do emprego e da renda. As aulas de robótica são um caminho para isso. É uma oportunidade do aluno abranger o seu conhecimento e ter uma opção de profissão. Estamos sempre atentos as demandas e proporcionar o melhor para os nossos estudantes”, ressaltou o secretário municipal, Miri Dagostim.

Parcerias

A iniciativa tem o apoio da Satc, Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e Associação Beneficente Abadeus. As instituições serão responsáveis por ceder os profissionais que lecionarão para os estudantes nas unidades municipais.

“Para conseguirmos uma formação completa de jovens talentos no município, precisamos trazer tecnologia para as salas de aula e estamos muito orgulhosos de estarmos podendo coordenar esse trabalho junto com o Senai e a Abadeus. Isso mostra que a Satc está aí para ajudar a sociedade de Criciúma”, pontuou o diretor executivo da Satc, Fernando Luiz Zancan.

Notícias Relacionadas

Alerta de chuva forte traz risco de alagamentos e deslizamentos de terra para SC

Segundo a Defesa Civil, em ao menos sete regiões o risco é alto para desastres entre esta sexta-feira (17) e sábado (18)

Aberto envelopes para ampliação do Hospital Santa Teresinha, em Braço do Norte

Em breve um novo edital será lançado pelo hospital. A abertura foi realizada pela Comissão Permanente de Cotação de Obra do HST

Aulas 100% presenciais em Braço do Norte retornam segunda-feira

De acordo com o calendário da Secretaria Municipal de Educação, no dia 20 de setembro, próxima segunda-feira, é a vez dos anos finais, do 6º ao 9º ano das escolas, retornarem

Anvisa pede inclusão de eventos adversos na bula da vacina da Janssen

Farmacêutica tem 30 dias para atender a solicitação