Geral

Estabelecimentos de Imbituba são notificados por venderem mercadorias mal refrigeradas

A notificação foi feita pelos fiscais do PROCON estadual.

Divulgação

Seis estabelecimentos comerciais de Imbituba foram notificados pelo PROCON, em uma ação de fiscalização que durou dois dias. Segundo a direção do órgão, os locais estavam comercializando produtos sem a devida refrigeração, entre eles, carnes, hambúrgueres e frutos do mar. Agora, os responsáveis terão dez dias para apresentar defesa. A notificação foi feita pelos fiscais do PROCON estadual.

Entre cinco supermercados fiscalizados, três apresentaram problemas no acondicionamento dos produtos. Dois deles na área central, e, um na região do bairro Sagrada Família. Quatro peixarias foram visitadas (Centro, Divineia, Vila Nova e Nova Brasília) e, apenas, uma delas, estava dentro da normalidade.

“A única em condições para o trabalho foi a Mari Pescados. Inclusive, os fiscais do PROCON estadual classificaram o estabelecimento como exemplo para os demais que vendem produtos dessa origem em Imbituba”, relatou a Diretora do PROCON municipal, Cristiane Pegorara.

A denúncia foi feita de forma anônima. Só em um dos supermercados, localizado próximo a BR 101, foram recolhidos 61,842 quilos de peru temperado, 50 embalagens de 500 gramas de camarão pré-cozido e 43,736 quilos de frango temperado. Os produtos apreendidos foram descartados e deverão ser inutilizados pelo próprio estabelecimento.

“Todos os estabelecimentos notificados deverão contratar uma empresa para fazer o descarte correto e, ainda, apresentar ao PROCON um laudo oficial da inutilização das mercadorias apreendidas”, informou a Cristiane Pegorara.

A Diretora do PROCON orienta que os consumidores tenham atenção redobrada na hora de fazer a compra dos produtos refrigerados. “Por mais que estejam dentro do prazo de validade, é necessário um cuidado especial para evitar a compra de um produto contaminado. É importante estar atento a coloração, ao cheiro e as condições que a mercadoria está sendo exposta”, disse a diretora do órgão municipal.

Colaboração: Comunicação Prefeitura de Imbituba

Notícias Relacionadas

Prefeitura fiscaliza aglomerações em filas de agências bancárias e estabelecimentos em Criciúma

Duas agências de instituições financeiras e uma clínica médica foram infracionadas por profissionais da Vigilância Sanitária de Criciúma na tarde desta sexta-feira (7)

“Com Nota Fiscal Vai Legal” realiza blitz em Urussanga

No total, 95 veículos foram abordados, sendo que 12 transportavam mercadoria sem nota fiscal, alcançando média de 22,65% dos veículos abordados irregulares.

Covid-19: Vigilância Sanitária intensifica fiscalização nos estabelecimentos de Criciúma

Distanciamento entre pessoas e evitar aglomerações são regras que os fiscais mais encontram resistência

Hospital São Donato terá bazar com mercadorias apreendidas pela Receita Federal

Ao todo, o projeto de readequação estrutural e aquisição dos aparelhos está orçado em R$ 800 mil.