Geral

Estadual: Daniela veta projeto que destinava R$ 350 milhões para BRs

As mensagens de veto serão enviadas para a Alesc, que decidirá se mantém ou rejeita.

Divulgação

A governadora interina Daniela Reinehr vetou nesta quarta-feira (5) os projetos de lei 64/21 e 65/21 que previam a destinação de R$ 350 milhões em recursos estaduais para obras em rodovias federais em Santa Catarina. Segundo a mensagem de veto, Daniela seguiu o parecer da Procuradoria-Geral do Estado (PGE) que apontou que o texto é inconstitucional. O veto foi total para os dois projetos, e não apenas nos trechos em que a Assembleia Legislativa de SC (Alesc) alterou.

A matéria havia sido proposta ainda pelo governador Carlos Moisés da Silva e previa R$ 250 milhões para a BR-470 e BR-163. A Alesc aumentou o valor para a BR-163 e incluiu a BR-280 no rol de obras beneficiadas. O parecer da PGE afirma que a matéria é privativa do Executivo e não há como sancionar uma matéria que destina recursos (o PL 65) antes que a matéria que abre crédito no Plano Plurianual (PL 64) estivesse em vigor.

As mensagens de veto serão enviadas para a Alesc, que decidirá se mantém ou rejeita o veto.

Com informações do site TNSul

Notícias Relacionadas

Governador Carlos Moisés autoriza edital para projeto de construção de ponte que liga Laguna à SC-100

Projeto de futuro loteamento pode render até R$ 35 milhões ao josefinos em Orleans

Decreto de utilidade pública expedido pela prefeitura pretende impedir possível especulação imobiliária de área estratégica. A intenção é adquirir o local para investimentos em educação, cultura, esporte e lazer

Prefeitura de Braço do Norte lança Ô de casa!, projeto que aproximará a população da administração municipal

Ao todo serão 10 encontros, que contemplará todos os bairros e comunidades braçonortenses.

Coronavírus em SC: Mais de 345 leitos estão habilitados no plano de contingência estadual

Santa Catarina habilitou 233 leitos de retaguarda para internações clínicas não relacionadas à Covid-19, e outros 112 leitos de UTI Adulto e Pediátrico para casos de coronavírus.