Geral

Evento debate questões étnico-raciais e comunicação em Tubarão

O encontro acontece na próxima quinta-feira (30), às 19h30min, no auditório do Cettal.

Divulgação

Como atividade do Projeto de Extensão “A Comunicação é Social” os acadêmicos do 7º semestre do curso de Jornalismo da Unisul, em Tubarão, estão organizando uma roda de conversa sobre questões étnico-raciais e comunicação com o tema “A diversidade que há em nós”. O encontro acontece na próxima quinta-feira (30), às 19h30min, no auditório do Cettal.

“A forma como a comunicação, especialmente o jornalismo, lida com as questões étnicas e raciais tem influência tanto na produção dos conteúdos, tanto na área profissional como na sociedade, ao fazer circular informações sobre o tema. Consideramos oportuno abrir esse debate para a comunidade, como uma forma de incentivarmos conversas necessárias para a construção de uma sociedade mais saudável, em que o diálogo não seja interditado por pré-conceitos”, destaca a professora e orientadora da turma, Marcionize Bavaresco.

A conversa conta com a presença de Edsoul, repórter e apresentador da NSC TV, Jorge Ijuim, professor vinculado à UFSC, que tem entre os seus temas de pesquisa Jornalismo e Direitos Humanos, Aleida Cardoso Corrêa, coordenadora de Políticas de Promoção da Igualdade Racial de Tubarão e Maurício da Silva, presidente da Fundação de Educação de Tubarão. A professora Marcionize reforça que a extensão é uma oportunidade de interação entre a Universidade e a comunidade.

A comunicação é social

O Projeto A Comunicação é Social tem como objetivo a transversalidade de ações que articulam o processo de ensino com extensão através de práticas formativas e transformadoras, realizadas por professores e estudantes do Curso de Jornalismo e Publicidade e Propaganda da Unisul de Tubarão. “Cada turma trabalha suas atividades com um tema direcionado e orientado pela coordenação do curso. Como resultados, além da vivência proporcionada ao estudante com o ensino, pesquisa e extensão universitária, assuntos como preconceito, homofobia, vulnerabilidade social, poluição ambiental, guerra, racismo, imigração e outras questões são abordadas e discutidas dentro e fora da sala de aula”, explica o coordenador do curso, Mauro Fuccilini.

O evento

Bárbara Girardi, uma das organizadoras do evento, esclarece que o objetivo principal é conscientizar a população sobre a questão da desigualdade racial. “A roda de conversa é o melhor jeito de abordar o tema, pois, conta com pessoas especializadas no assunto, todas em seu devido lugar de fala, para debater e garantir que o público tenha um grande aprendizado”.

O debate sobre “Questões étnico-raciais e Comunicação: a diversidade que há em nós” tem entrada gratuita e os interessados em participar devem se inscrever no site até o dia 29 de maio, pois as vagas são limitadas.

Com informações do site UnisulHoje

Notícias Relacionadas

Seminário discute desenvolvimento da cadeia leiteira no Sul de Santa Catarina

Secretário da Saúde debate modelos de contratação de leitos privados com órgãos de controle e prefeituras

Por conta do aumento significativo da ocupação dos leitos públicos, os entes públicos entendem como necessária a contratação na rede hospitalar privada

Expomais: evento reúne palestras, debates e atividades simultâneas em 40 horas de programação

Grandes nomes ligados ao marketing, administração, inovação e sinergia estarão em Criciúma nos dias 17 e 18 de outubro

Festival Nacional do Camarão: duas entidades filantrópicas serão beneficiadas com parte dos recursos do evento

O Lanche da Amizade receberá os recursos dos ingressos e tickets solidários da primeira noite do evento.