Segurança

Ex-candidato a vereador em Tubarão é preso por roubo em sorveteria

Ele foi encaminhado ao Presídio Regional de Tubarão

Divulgação

Um candidato a ex-vereador em Tubarão, de 38 anos, foi preso pela Polícia Civil de Santa Catarina, através da Divisão de Investigação Criminal de Tubarão, pelo crime de roubo. O homem cometeu o crime em uma sorveteria, onde levou o dinheiro do caixa e ameaçou uma funcionária do local. O caso aconteceu na Avenida Marcolino Martins Cabral, por volta das 23h, em 17 de maio deste ano. Após buscas, o suspeito foi identificado.

Assim que tomou conhecimento do fato, a equipe da DIC de Tubarão fez buscas no intuito de identificar o autor. A Polícia Militar também apoiou a investigação com troca de informações.

Instaurado o inquérito policial e colhido conjunto probatório, a funcionária reconheceu o suspeito como sendo o autor do fato. O delegado de polícia que preside as investigações, representou pela prisão preventiva do suspeito, pleito que fora deferido pelo Juízo da 1º Vara Criminal da Comarca de Tubarão.

De posse do mandado, a DIC de Tubarão, no final da tarde desta segunda-feira, 13, capturou o suspeito na Área Verde, que foi conduzido à sede da DIC de Tubarão e posteriormente ao Presídio Regional de Tubarão.

Com informações do TNSUL

Notícias Relacionadas

Condutor é preso após tentar atropelar um policial federal rodoviário na BR-101, em Biguaçu

O homem de 24 anos estava com um com um veículo roubado. A ocorrência foi registrada na manhã do último sábado (13).

Autor de roubo e extorsão contra duas mulheres é condenado a 10 anos de reclusão em Criciúma

O crime ocorreu em agosto de 2019, quando as vítimas foram rendidas pelo autor.

Homem fica preso nas ferragens após acidente com dois veículos na SC-108, em Criciúma

A colisão ocorreu entre dois veículos no Bairro São Simão por volta das 15h20 desta quarta-feira (11)

TRF4 manda afastar do cargo prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro, preso na Operação Chabu

Determinação é que fique 30 dias fora das funções e não faça contato com demais suspeitos de envolvimento na operação. PF investiga a violação de sigilo de operações policiais