Segurança

Ex-vereador e ex-diretor do SAMAE de Urussanga é denunciado pelo Ministério Público

V,M, de 54 anos, teria praticado diversos tipos de crimes diferentes

Giroflex PM foto noturna

Divulgação

O ex-vereador e ex-diretor do SAMAE de Urussanga, V.M, de 54 anos, foi denunciado pelo Ministério Público, onde ele teria praticado quatro crimes de peculato, dois crimes apropriação indébito e dirigir sob efeito de álcool.

Além do pedido de condenação, cuja as penas podem variar de 10 anos e 8 meses até 61 anos e 10 meses de prisão, como também multa e indenização por danos causados pela infração penal.

A denuncia foi assinada pela Dra Juliana Ranthum Frasson, promotora de justiça da moralidade da Comarca de Urussanga, que também realizou o acompanhamento das investigações da Polícia Civil de Santa Catarina (PCSC).

Relembre os fatos

Em 30 de julho deste ano, a Polícia Civil tomou conhecimento, por meio de uma notícia de jornal impresso que o servidor público municipal teria ido a um bar com veículo oficial que pertence ao Município de Urussanga, ingerindo bebidas alcoólicas, e também surgiram notícias de que V.M teria sido identificado como diretor do SAMAE do Município, o qual teria sido demitido pelo prefeito em exercício por utilizar veículo público para fins particulares, tendo sido declarado em entrevista que o servidor estava dirigindo o automóvel sob o efeito de álcool.

Diante dos fatos, foram realizadas diligências investigativas, relatórios e, após análise e controle de ponto do GPS do veículo pertencente ao SAMAE, foram ouvidas também doze testemunhas. Onde, uma delas pediu para que não fosse compromissado a dizer a verdade, para que não prejudicasse o investigado. Por isso se verificará se ocorreu o possível crime de fraude processual.

Na investigação, foi identificado que o veículo foi utilizado para fins particulares em quatro oportunidades nos meses de junho e julho. Onde, no dia 28 de junho, V.M, esteve em um bar com o veículo público, já no dia 5 de julho ficou parado às margens da rodovia SC-108, entre Cocal do Sul e Criciúma, além de ter ido ao mesmo bar onde esteve anteriormente no dia 28 e, no dia 12 de julho, o veículo que também estava na posse do investigado esteve em um motel, ficando aproximadamente uma hora no local.

Por último, no dia 26 de julho, o servidor foi até o Município de Orleans, e, em um posto de combustíveis tomou bebida alcoólica e saiu com o veículo, chegando a cair no chão do local, e nesse mesmo dia, deixou o automóvel parado em um endereço na SC-108, no bairro São Simão, por cerca de duas horas, onde uma testemunha relatou que V.M, chegou embriagado e já havia ido outras vezes, tendo consumido drogas com um morador.

Notícias Relacionadas

Dez escolas municipais de Criciúma já tiveram seus documentos antigos digitalizados

Objetivo da Secretaria de Educação é criar acervo com decretos, cadastros de estudantes e professores, fotos históricas e demais documentos das unidades de ensino

Colégio Satc inicia transição de alunos para novas séries

Desafios e mudanças para os alunos que passam para o Ensino Fundamental são monitorados pelo corpo pedagógico

“Estamos perto de ver o topo da inflação”, diz presidente do BC

Campos Neto afirma que pode haver melhora no ano que vem

Queda de elevador deixa um homem ferido dentro de padaria em SC

Estado de saúde da vítima é estável; acidente aconteceu no bairro América