Serra

Experimento com ovelhas de fraldas e microfones chama atenção em Lages

Pesquisadores da Epagri, Embrapa e Udesc querem descobrir a altura ideal do pasto para aumentar produção.

Foto: Cassiano Eduardo Pinto e Fábio Cervo Garagorry/Divulgação

Um experimento feito em Lages, na Serra catarinense, chama a atenção. Em um pasto, ovelhas usam fraldas e microfones enquanto se alimentam. O propósito dos pesquisadores é descobrir a altura ideal da grama para aumentar a produção.

O objetivo é recomendar aos criadores de ovelhas a altura que otimize a máxima ingestão de pasto. Conforme a Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri), esse é um dos parâmetros que definem o ganho de peso do animal, o quilo de peso vivo por hectare e a produção de leite por dia.

“A altura ideal de manejo no sol e na sombra, que é o objetivo do experimento, pode representar 30% de eficiência a mais quando eu faço uma pastagem”, explicou o pesquisador da Epagri Cassiano Eduardo Pinto.

As ovelhas são pesadas antes e depois de comerem. As fraldas servem para evitar a perda do peso da urina e das fezes, já que a diferença entre os pesos é a referência para o resultado do experimento. Os microfones são usados para se medir a mastigação das ovelhas em função do tempo.

Os testes são feitos em um pasto com grama tipo missioneira-gigante. A pesquisa é feita pela parceria entre Epagri, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc).

Com informações do site G1/SC

Notícias Relacionadas

Utilidade Pública – Tubarão Saneamento pede atenção aos motoristas ao trafegar pela cidade

Atenção deve ser redobrada principalmente com as fortes chuvas que atingem a Cidade Azul

Polícia Civil alerta população sobre ação de quadrilhas em casas da região

Um notebook furtado em Braço do Norte foi recuperado em Cocal do Sul. Investigação apontou atuação de quadrilha especializada em arrombamento de casas.

Acréscimo na quantidade de veículos aumenta cuidados na BR-101

Com mais carros e caminhões em circulação há menos intervalo para manobras de ultrapassagens, conversões, retornos ou entradas no trânsito

Imbituba encontra 11° foco de mosquito da dengue e mantém “estado de atenção”

Basta mais um foco para que a cidade entre na lista dos municípios infestados em Santa Catarina.