Geral

Famílias pobres terão ajuda da Petrobrás para comprar gás de cozinha

Ainda não se sabe os critérios para receber e como será oferecido o benefício; projeto prevê R$ 300 milhões em 15 meses

Divulgação

A empresa estatal Petrobras vai destinar R$ 300 milhões para a criação de um programa social que apoie famílias de baixa renda. A ideia é ajudar durante 15 meses na compra do gás de cozinha e de outros produtos essenciais. Os detalhes sobre quem terá o direito de receber e como o auxílio será oferecido ainda não foram divulgados. As informações são do G1.

A liberação dessa quantia foi aprovada pelo Conselho de Administração da Petrobras. A forma prática de pagamento do auxílio está sendo estudada. O que se sabe é que o programa irá durar 15 meses. Em nota, a empresa usou os efeitos causados na sociedade pela pandemia da Covid-19 como justificativa para a implantação do benefício.

“Somos uma empresa socialmente responsável e comprometida com a melhoria das condições de vida das famílias, particularmente das mais vulneráveis. A pandemia e todas as suas consequências trouxeram mais dificuldades para as pessoas em situação de pobreza. Tal fato alerta a Petrobras para que reforce seu papel social, contribuindo ainda mais com a sociedade”, disse o presidente da Petrobras, Joaquim Silva e Luna.

O alto preço do botijão de gás

A divulgação desse novo programa foi feito no mesmo momento em que a empresa passa por período conturbado. A estatal está sendo bombardeada por críticas devido à política de preços do botijão, que segue o mercado internacional.

A Petrobras reajusta os preços do gás de cozinha sem periodicidade definida, de acordo com as condições do mercado. O último ajuste deixou o produto 5,9% mais caro em junho de 2021. Com esse, foram registrados 13 aumentos em 12 meses.

O preço do gás de cozinha já chega a R$ 130 em um botijão de 13 quilos. O valor final do produto pago pelo consumidor é a soma das margens da Petrobras, distribuidoras e revendedoras.

Na quarta-feira (29), O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) defendeu novamente que deve haver uma redução de impostos vinculados ao gás de cozinha, quando discursou durante uma visita a Roraima. Essa é uma alternativa para a baixa no preço do produto.

— Esse preço vai cair pela metade, pode ter certeza, se Deus quiser — falou Bolsonaro.

Com informações do NSC Total e G1

Notícias Relacionadas

Homem é assassinado na beira da praia, em Balneário Gaivota

Até o momento não há informações sobre idade e identidade da vítima

Coronavírus em SC: Matriz de Risco aponta 14 regiões no nível alto e três no moderado

As regiões em risco alto são Carbonífera, Extremo Oeste, Extremo Sul Catarinense, Foz do Rio Itajaí, Grande Florianópolis, Laguna, Médio Vale do Itajaí, Meio Oeste, Nordeste, Oeste, Planalto Norte, Serra Catarinsnse, Vale do Itapocu e Xanxerê

Garçons salvam banhista de afogamento em praia de Balneário Camboriú

Socorristas chegaram na sequência e continuaram protocolo de reanimação, que funcionou

Carro vai parar dentro do rio em SC minutos após sair de oficina

Apesar do prejuízo, ninguém ficou ferido com gravidade