Trânsito

Fiscalização eletrônica de trânsito em Criciúma pode operar parcialmente

Como o prazo para o início dos trabalhos já venceu, a empresa foi multada em R$ 22 mil pela prefeitura.

Foto: Divulgação

A Procuradoria Municipal de Criciúma emitiu parecer favorável para o início parcial das operações de fiscalização eletrônica de trânsito na cidade. A Diretoria de Trânsito e Transportes – DTT pode iniciar o trabalho com os radares que ficam nos semáforos e também os de tecnologia OCR. Esses aparelhos permitem que a Polícia Militar receba informações sobre carros roubados, furtados ou com documentação irregular.

Segundo a procuradoria, os radares podem funcionar pois não precisam ser aferidos pelo Inmetro, como é o caso das lombadas eletrônicas. Caso o serviço inicie parcialmente, o pagamento para a vencedora da licitação também será proporcional. No total, o contrato acertado com a empresa Focalle, de Joaçaba, é de R$ 11 milhões por cinco anos.

A DTT disse que vai analisar se acata a sugestão da Procuradoria ou se rescinde o contrato. Nesse caso, todos os radares e lombadas já instalados serão retirados até que uma nova empresa assuma o serviço. Como o prazo para o início dos trabalhos já venceu, a empresa foi multada em R$ 22 mil pela prefeitura.

Com informações do site NSC Total

Notícias Relacionadas

Colisão frontal deixa dois em estado grave na SC-108, entre Orleans e Urussanga

Um dos motoristas ficou preso às ferragens e teve o carro cortado para ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros.

Corpo é encontrado carbonizado dentro de carro em Criciúma

Suspeito de furto sobrevive ao cair de telhado de empresa em Tubarão

Vítima foi encontrada pelo proprietário da empresa. Segundo informações, indivíduo estava com hálito alcoólico.

Coronavírus em SC: Polícia Militar ultrapassa 100 mil fiscalizações no trabalho de combate à Covid-19

1.701 estabelecimentos foram notificados e 76 foram interditados.