Geral

Florianópolis confirma fim do uso de máscaras e detalhes sobre passaporte da vacinação

Uso obrigatório da proteção em ambientes abertos será dispensado quando Capital atingir 80% da população vacinada com duas doses

Divulgação

Ao atingir 80% da população com o esquema vacinal completo contra Covid-19, Florianópolis dispensará o uso obrigatório de máscaras em locais abertos. É o que o prefeito Gean Loureiro (DEM) afirmou durante o lançamento da programação do “Verão da Virada”, nesta segunda-feira (4).

A decisão é baseada em estudos científicos analisados pela prefeitura que garantem a segurança sanitária nesses casos específicos. As medidas foram apresentadas em coletiva de imprensa nesta manhã, no Beiramar Shopping.

Além disso, a Capital irá adotar o passaporte da vacina para acesso a eventos com público maior do que 500 pessoas a partir de 16 de novembro.

Até lá, a administração municipal estima que todos os adultos acima de 18 anos terão completado o esquema vacinal, bem como os adolescentes, de 12 a 17 anos, com ao menos uma dose. A expectativa é que todos os adolescentes estejam vacinados com as duas doses até o início de dezembro.

Segundo a prefeitura, a Capital apresenta o melhor índice do Sul do país, com 76,13% dos adultos e 60,87% da população geral com esquema vacinal completo.

Entenda as regras do passaporte da vacina

Serão exigidas as duas doses para adultos e uma dose para menores de 18 anos até 16 de novembro nesses locais de grande público. A comprovação será feita pelo aplicativo Conecte SUS, via QR Code.

Conforme o prefeito, outros comércios e eventos menores que desejam exigir o comprovante da imunização serão beneficiados com um selo de “Local Seguro”, que ficará exposto em frente ao estabelecimento e divulgado no site da prefeitura.

“As pessoas se sentirão mais seguras sabendo que está em um local que exige que as demais estejam vacinadas, é algo natural. Não iremos obrigar, mas vamos estimular”, afirmou Loureiro, durante a manhã desta segunda.

A exigência da norma já é realidade em pelo menos 249 municípios, o que equivale a 10,1% das cidades que responderam ao levantamento da CNM (Confederação Nacional de Municípios) na última semana.

“É um direito coletivo da sociedade de vacinar. Sou entusiasta da vacina e, mais do que saúde, estamos falando de economia quando falamos de vacina. A cobertura vacinal para podermos avançar e chegar em dezembro com uma condição muito melhor”, reitera.

Capacitação de ambulantes nas praias

Os ambulantes serão treinados para atuarem nas praias durante a temporada de verão 2022. “A capacitação específica para ambulantes durante a pandemia é para garantir a segurança sanitária, já que eles lidam diretamente com o público e manuseiam alimentos”, detalha o prefeito.

A Superintendência de Serviços Públicos de Florianópolis lançará os editais para a categoria ainda nesta semana. Serão 831 vagas, para 22 praias. A data do sorteio está sendo definida, mas também deve ser divulgada em breve.

Ainda nas praias, serão instalados cerca de 40 chuveiros e 200 banheiros químicos. Conforme a prefeitura, mais de 140 quiosques serão instalados. Ainda, uma força-tarefa será feita para limpeza e reparos na alta temporada. A iluminação das orlas também será revisada e intensificada.

Com informações do ND+

Notícias Relacionadas

Engenheiro da Famor esclarece aos vereadores de Orleans sobre trabalhos realizados

Na Ordem do Dia, foram aprovados Projeto de Lei Complementar, Moção de Apoio, Requerimento e Indicação.

Um projeto de lei e seis proposições pautam sessão do Legislativo de Lauro Müller

Atletas de Muay Thai, Karatê e Jiu Jitsu de Criciúma conquistam pódio em competições

Disputas foram no Rio de Janeiro e em Videira

“Ela era o tesouro da vida dele”, diz tia de policial morto pela filha em SC

Neife Werlang, de 46 anos, foi morto na sexta-feira (18) em São Miguel do Oeste; duas suspeitas estão apreendidas em Chapecó