Saúde

Florianópolis entra em alerta após mais de mil testes positivos para Covid em 48 horas

Ainda na terça-feira (4), o prefeito da Capital comunicou que dois ginásios e caminhões itinerantes serão ativados nos próximos dias para testagem

Divulgação

Após registrar mais de mil testes positivos para a Covid-19 em 48 horas, Florianópolis alertou nesta terça-feira (4) para a sobrecarga dos hospitais. Segundo a Vigilância Epidemiológica do município, de 40% a 53% dos testes feitos nos últimos dias apontam para novos casos da doença.

O alerta acontece no mesmo dia em que o prefeito da Capital anunciou o cancelamento do Carnaval no município em 2022. À noite, o prefeito Gean Loureiro também comunicou que dois ginásios e caminhões itinerantes serão ativados nos próximos dias para testagem.

Foram 1.071 novos casos da doença, detectados em dois dias. Segundo a vigilância, o número pode ser ainda maior, já que a estatística é feita com base nos resultados dos testes feitos na segunda (3).

De acordo com o Governo do Estado, de 54 casos da Ômicron em Santa Catarina, 42 são de Florianópolis. De acordo com o Painel do Coronavírus do NSC Total, a Capital lidera o número de casos ativos do Estado, com 1.517 até esta terça-feira.

Em paralelo com o avanço da Covid, a Grande Florianópolis é a região com maior cobertura vacinal de Santa Catarina, segundo informações do Monitor da Vacina do NSC Total. Os dados apontam que 69% da população da região está com pelo menos duas doses contra a Covid-19.

Para a Vigilância municipal, entre as razões para o salto no número de casos estão a nova variante, com o aumento da circulação de pessoas na Capital, o relaxamento de decretos sanitários, aglomerações e o uso incorreto de máscaras nas festividades de fim de ano.

Em um dia, pelo menos dois hospitais da Capital registraram um aumento expressivo de pacientes, com maioria de casos de gripe e Covid-19. O surto fez o hospital Baía Sul registrar um número histórico de pacientes, 639, e desses, 507 de sintomas respiratórios.

O hospital da Unimed também registrou um salto de pessoas com o mesmo quadro, mas, segundo o colunista Renato Igor, a notícia positiva é que o aumento não representou mais internações.

Em nota, a prefeitura de Florianópolis ressaltou que “para quebra das cadeias de transmissão, é essencial que casos sintomáticos sejam identificados precocemente e isolados e seus contatos próximos sejam mantidos em restrição domiciliar”.

Com informações do NSCTotal

Notícias Relacionadas

PM salva criança de dois meses que se engasgou em Balneário Rincão

Segundo a PM, a guarnição estava indo para a Zona Sul quando foi surpreendida pelos pais

Drogas e quase R$2 mil em tráfico são apreendidos em Tubarão

Uma dupla foi presa por estar realizando o comércio ilegal de drogas

SC volta a ter 80% de ocupação nos leitos de UTI adultos após seis meses

Segundo dados do Painel do Coronavírus, ao menos 257 pessoas estão internadas com Covid-19 no Estado

Mais de 6 mil maços de cigarros são apreendidos na BR-101, em Paulo Lopes

A carga foi avaliada em R$ 20 mil