Segurança

Foragido por homicídios e suspeito de liderar quadrilha de roubo a banco estilo ‘novo cangaço’ é preso em SC

Segundo a Polícia Civil, o criminoso morava em São João Batista há pelo menos três anos, tinha uma vida confortável e estava trabalhando em uma loja de automóveis.

Giroflex PM foto noturna

Divulgação

A Polícia Civil prendeu na segunda-feira (8) em São João Batista, na Grande Florianópolis, o homem suspeito de liderar entre 2012 e 2013 uma quadrilha responsável por diversos roubos a banco no país. Além da investigação sobre a influência dele na modalidade conhecida como “novo cangaço”, realizada por grupos fortemente armados, o homem de 34 anos estava foragido do sistema judiciário da Bahia após ser condenado por dois homicídios e tráfico de drogas.

Segundo Anselmo Cruz, da Delegacia de Roubos e Antissequestro da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic), ele morava na cidade há pelo menos três anos, tinha uma vida confortável e estava trabalhando em uma loja de automóveis.

“Continua sendo investigado até agora o possível envolvimento dele em outros crimes, como a prática de crimes aqui, até porque é um criminoso com mais de 30 anos de pena para cumprir ainda”, contou Cruz.

No momento da prisão, o homem não apresentou documentos falsos, mas a polícia identificou que durante o período em que estava morando no estado catarinense ele teria usado uma Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e RG falsos.

O homem estava foragido desde 2015 da Bahia. Segundo a polícia, antes da mudança para Santa Catarina, ele chegou a se esconder em São Paulo. Ele foi recolhido para o sistema prisional da região e será levado para a Bahia para continuar cumprindo a pena.

A modalidade “novo cangaço” é utilizada por quadrilhas à assalto a banco quando vários criminosos atacam pequenas cidades, assustando moradores e atirando contra forças policiais enquanto roubam uma ou mais agências bancárias. No ano passado, a cidade de Criciúma, no Sul, acordou sob um ataque dessa modalidade.

Conforme Cruz, ainda não há indícios de que o homem preso na segunda participou de alguma ação no estado. A prisão ocorreu após uma semana de trabalho da inteligência depois de uma denúncia. O trabalho da Polícia Civil continua.

Com informações do G1 SC

Notícias Relacionadas

Pesquisa aponta aumento de casos de covid em 1.217 cidades esta semana

O número corresponde a 33,9% das 3.591 prefeituras ouvidas

Governo de SC vai prorrogar estado de calamidade pública até 30 de setembro

Com a medida, o Estado fica desobrigado de cumprir algumas metas fiscais, o que facilita o combate ao vírus

Santa Catarina avança na certificação de propriedades livres de brucelose e tuberculose

A intenção da Secretaria da Agricultura é ampliar o número de certificações, para que esse seja mais um diferencial competitivo do agronegócio catarinense

Governo do Estado abre licitação para elaboração de estudo para criação de rodovia alternativa à BR-101 Norte

A empresa que for selecionada na licitação terá seis meses para executar um estudo identificando onde poderá passar essa nova rodovia