Geral

Frutas apreendidas em fiscalização são distribuídas a instituições de caridade de Criciúma

Divisão de Fiscalização Urbana (DFU) encaminhou carga de abacaxi que estava sendo comercializada sem alvará do município.

Divulgação

A Divisão de Fiscalização Urbana (DFU) do Governo de Criciúma, distribuiu nesta quinta-feira (14) uma carga de abacaxi entre três instituições de caridade. As frutas estavam sendo comercializadas sem autorização, o que é impedido pela Lei nº 2513/1990 e pelo Código de Postura do Município. A fiscalização do comércio de ambulantes é feita diariamente em Criciúma.

A Casa Guido, o Instituto de Educação Especial Diomício Freitas e a Associação Beneficente Nossa Casa foram as beneficiadas com a carga da fruta, mas segundo o coordenador do DFU, Adriano Batista da Silva, é feito revezamento para que todas a entidades registradas na Secretaria de Assistência Social, possam ser atendidas. “Nós temos uma lista de entidades registradas e, sempre que há uma apreensão de produtos perecíveis e o resgate não é feito pelo proprietário, a doação é encaminhada”, afirmou o coordenador.

Segundo ele existe um prazo legal para que os donos resgatem as mercadorias, sendo 24 horas para produtos perecíveis, que depois podem ser doados, e 30 dias corridos para produtos não perecíveis, que se não resgatados são encaminhados a leilão. “Os produtos apreendidos ficam armazenados em local correto à espera dos donos, que mediante pagamento de multa e comprovação de origem do produto, podem reaver as mercadorias”, acrescentou o coordenador.

Ele explica ainda, que em um primeiro momento o ambulante é orientado a se adequar, mas se for reincidente, recebe notificação e a mercadoria é recolhida. “Não é nosso objetivo impedir o comércio e nem prejudicar os ambulantes, mas se existe uma legislação, ela deve ser cumprida, até em respeito aos demais comerciantes que pagam seus impostos em dia”, informou o Adriano Batista, afirmando ainda que “o trabalho de fiscalização mostra a eficácia da integridade do serviço público, com responsabilidade perante o cidadão de bem”.

Colaboração: Comunicação DECOM

Notícias Relacionadas

Procon autua posto de combustíveis por preço abusivo em Criciúma

Operação irá fiscalizar 40 estabelecimentos do município, três já foram autuados.

Procon e Sindicato dos Bancários atuam contra excesso de espera, em Criciúma

PRF inicia Operação Nossa Senhora Aparecida 2018

Em 2017, entre os dias 11 e 15 de outubro, a PRF registrou 146 acidentes, nos quais 152 pessoas se feriram e 03 morreram nos cinco dias de operação no estado.

“Com Nota Fiscal Vai Legal” realiza blitz em Urussanga

No total, 95 veículos foram abordados, sendo que 12 transportavam mercadoria sem nota fiscal, alcançando média de 22,65% dos veículos abordados irregulares.