Geral

Funcionário de 99 anos desfila por empresa de SC no São Paulo Fashion Week

Walter Orthmann foi considerado o mais antigo funcionário do mundo pelo Guinness Book e chamou a atenção do mundo da moda

Divulgação

O funcionário mais antigo do​ mundo, Walter Orthmann, 99 anos, de Brusque, chamou a atenção no São Paulo Fashion Week nesta quarta-feira (17). Ele desfilou para a empresa em que trabalha no Vale do Itajaí, a RenauxView, usando as peças do estilista Ronaldo Fraga.

O filme-desfile foi transmitido em tempo real através do YouTube do São Paulo Fashion Week, e gravado em Guabiruba, em Santa Catarina. Walter foi o personagem principal da peça. Casas em estilo enxaimel, típicas da região, faziam parte do cenário.

A coleção “Entre Tramas e Beijos” do estilista em parceria com a empresa de Brusque levou meses para ser desenvolvida. As peças são 100% à base de tecidos jacquard com design exclusivo.

O desfile, que normalmente tem jovens modelos, surpreendeu ao trazer não apenas Walter como participante, mas outros funcionários da empresa que já chegaram à terceira idade.

Nas redes sociais, o estilista Ronaldo Fraga agradeceu a Walter pelo trabalho e ainda disse aguardar ansioso pelo convite da festa de aniversário de 100 anos do idoso.

Neste ano, Walter completou 83 anos de trabalho na RenauxView. Ele foi eleito pelo Guinness Book em 2018 como o funcionário mais antigo do mundo.

Com informações do NSCTotal

Notícias Relacionadas

Jovem morre afogado após salvar criança e adolescente no rio em SC: “Herói”

Corpo de Eduardo Cordeiro foi encontrado na manhã deste domingo (5)

Criança de seis anos é resgatada após queda de dois metros, em Paulo Lopes

Aeronave transportou a vítima até o Hospital Infantil Joana de Gusmão, em Florianópolis

Defesa Civil de SC emite alerta para temporais neste domingo com vento forte e granizo

Dia de altas temperaturas pode ter registro de chuva intensa em um curto intervalo de tempo por todo o Estado, de acordo com a Epagri/Ciram

Beach clubs de Jurerê têm que demolir estruturas feitas após 2005, determina STF

Para o advogado, o STF não determina a demolição das estruturas, e afirma que elas podem ser "readequadas" a partir de requerimento