Geral

Fundação de Educação Especial emite quase mil carteiras de identificação do autista em um ano em SC

O documento facilita o acesso de pessoas com essa condição ao atendimento prioritário

Divulgação

A Carteira de Identificação do Autista de Santa Catarina completou um ano desde o lançamento, em fevereiro de 2020. Nesse período, mesmo com atendimento presencial reduzido devido à pandemia de Covid-19, a Fundação Catarinense de Educação Especial (FCEE) e as instituições parceiras emitiram quase mil carteirinhas em todo o Estado.

O documento facilita o acesso de pessoas com essa condição ao atendimento prioritário, garantido por lei, além de proporcionar maior controle do Poder Executivo para a elaboração de políticas públicas. Atualmente, a FCEE contabiliza cerca de cinco mil alunos com autismo na rede estadual de ensino e nas instituições parceiras.

“O objetivo da carteirinha é oferecer dignidade e qualidade de vida no seio familiar de quem tem autismo, pois, por meio dela, alguns atendimentos importantes são agilizados, como no transporte coletivo”, explica o presidente da Fundação, Rubens Feijó.

Instituída pela Lei estadual nº 17.754, de 10 de julho de 2019, de criação do deputado estadual Mauro de Nadal, a Carteira de Identificação do Autista de Santa Catarina garante ao usuário a preferência no acesso e atendimento em instituições públicas do Estado, especialmente nos serviços de saúde, educação e assistência social. A medida vale inclusive quando o usuário é representado por seu responsável legal, conforme já garantido pela Lei Federal nº 12.764 de 27 de dezembro de 2012.

Para solicitar a Carteira de Identificação do Autista, é necessário laudo médico com a indicação do Código Internacional de Doenças (CID), documento de identificação do beneficiário e de dois responsáveis legais, comprovante de residência, tipo sanguíneo e foto 3×4. O prazo para o fornecimento da carteira, após entrega dos documentos, é de cerca de 20 dias.

Beneficiários residentes nos municípios da Grande Florianópolis podem entregar os documentos diretamente na Fundação Catarinense de Educação Especial (FCEE), no Centro de Avaliação e Encaminhamento (CENAE), em São José. Residentes em outras regiões do Estado podem conferir a lista das 30 instituições credenciadas para concessão do documento no site da FCEE. Mais informações no telefone (48) 3664-4946, no email [email protected] ou neste link.

Notícias Relacionadas

Milagre: mulher que deu à luz durante internação por covid-19 recebe alta

A tubaronense Raquel de Medeiros Francisco, foi internada no último dia 21 e dois dias após a internação precisou ser intubada.

Vendas do Dia das Mães superam as expectativas no comércio de Tubarão

A edição do Recicla CDL deste sábado também foi um sucesso.

Moisés reúne secretarias para acelerar entregas do Governo do Estado

Reunião foi de alinhamento entre governador e secretários.

Covid-19: Criciúma registra mais quatro óbitos e totaliza 449

Idade das vítimas vai dos 28 aos 64 anos.