Economia

Geração de empregos na Amrec é a pior dos últimos três anos

O número representa uma queda de 34,1% em comparação com 2011

A geração de empregos formaisna Região Carboníferareduziu pelo segundo ano consecutivo em 2012. Em 2012, o saldo de novos postos com carteira assinada nos 11 municípios foi de 3.759. O número representa uma queda de 34,1% em comparação com 2011. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados na tarde desta sexta-feira pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

Os setores de serviço e comércio foram os que mais criaram novos postos de trabalho: 1.689 e 1.112, respectivamente. A indústria de transformação gerou 950 empregos formais e a extração mineral, 151. Agropecuária, administração pública, construção civil, serviço industrial de utilidade pública apresentaram números negativos, próximos de zero.

Segundo matéria do Clicatribuna, a geração de empregos na Região Carbonífera caiu mais do que em Santa Catarina e no Brasil. Em todo o Estado foram geradas 63,8 mil empregos, uma queda de 22% em relação a 2011. No país, o saldo foi de 1,3 milhão de vagas, queda de 33% em comparação a 2011.

  • b4bf63cfce2f5f07097cbf3e7c00efa5
  • p17hsk23v21vm51fo1idr1vei1ba73
  • p17hsk23v27tf1kl319mh1cb4mg54