Geral

Gered diz que escolas são consideradas seguras

A Gerência Regional de Educação (Gered) de Tubarão garante que as 54 escolas atendidas pela entidade são consideradas seguras.

Foto: Divulgação

Câmeras de segurança, vigias, portões eletrônicos. Estas são algumas das formas encontradas pelas escolas estaduais da região para manter a segurança dos alunos, funcionários e do patrimônio. A Gerência Regional de Educação (Gered) de Tubarão garante que as 54 escolas atendidas pela entidade são consideradas seguras.

O assunto veio à tona após o ataque registrado em Suzano (SP) ontem, quando oito pessoas foram mortas em uma escola estadual. Os dois assassinos cometeram suicídio após o crime. “Nós entendemos que nossas escolas são seguras. Nos últimos anos, não tivemos registros de casos de violência e, cada estrutura, dependendo do número de alunos e funcionários, da localização da escola e de outros aspectos, conta com um tipo de segurança”, explica a diretora da Gered de Tubarão, Maricelma Simiano Jung.

Segundo Maricelma, todas as escolas estaduais da regional de Tubarão e da unidade de Braço do Norte contam com sistema de alarme. Cerca de 50% delas apresentam vigilantes físicos, e 40% têm sistema de monitoramento por câmeras. “Alguns dos serviços são terceirizados, e outros são feitos pelas próprias Associações de Pais e Professores, as APPs. Também contamos com parcerias, com o Corpo de Bombeiros, por exemplo, para dar palestras e cursos aos alunos e funcionários com temas voltados à segurança”, explica.

Nas escolas onde há apenas portão eletrônico ou interfone, a Gered garante que os funcionários são orientados a verificar, de forma bastante seletiva, quem entra e sai das instituições de ensino. “A forma de seleção é necessária para garantir a segurança de todos e também do patrimônio. Já quando um alarme dispara fora do horário de funcionamento da unidade escolar, o pessoal da segurança tem o número do diretor ou de algum responsável. Essa pessoa vai até lá, junto de um vigilante, para verificar o que pode ter causado o acionamento do alarme”, conta Maricelma.

Debate de temáticas importantes

Aproximadamente 26 mil alunos estudam nas escolas estaduais da área atendida pela Gered de Tubarão, contando também a unidade de Braço do Norte. Mesmo com um número baixo de registros de violência e com um aparato que, segundo a gerência, garante a segurança dos alunos e funcionários, Maricelma ressalta que as escolas, nos tempos de hoje, precisam discutir temáticas importantes.

“Estamos buscando novas parcerias. A realidade só será mudada se trabalharmos isso de forma integral. Oferecer esporte e cultura é uma alternativa. Investir nessas áreas também nos qualifica no combate à violência”, conclui Maricelma.

Escolas são monitoradas pela PM

Na região, assim como em Santa Catarina, existe o programa “Rede de Segurança Escolar”. O programa desenvolve ações policiais militares junto à comunidade escolar, prestando serviços de apoio e de consultoria, além de assessoramento e atendimento com base em aspectos estruturais e não estruturais das unidades de ensino.

“O primeiro contato é com a direção da escola. Realizamos uma visita preventiva e analisamos se há algum problema na unidade relacionado ou ao seu entorno. Exemplo: se há brigas dentro da escola, alunos que apresentam comportamento agressivo e outros”, informa o responsável pela Rede de Segurança Escolar do 5º Batalhão da Polícia Militar de Tubarão, Alessandro Sidney Carvalho.

Carvalho destaca que o próximo passo é fazer um planejamento estratégico junto à escola para resolver a situação. “A partir disso, analisamos se é necessário um patrulhamento externo contínuo, se é necessária uma palestra com alunos, entre outras ações. Cada caso precisa ser analisado individualmente”, fala o PM.

O policial antecipa que, caso alguma escola não tenha recebido ainda o programa e queira a visita de um PM, pode enviar um ofício à unidade policial mais próxima. “Nosso intuito é prevenir sempre, e estamos prontos para ajudar”, informa Carvalho.

Com informações do Jornal Diário do Sul 

Notícias Relacionadas

IFSC e Gered abrem curso de formação para professores da rede estadual em Criciúma

Lauro Müller define equipes para fase microrregional do Jesc

Após oito anos, Conseg é reativado em Treviso

Membros da Diretoria Provisória foram apresentados em ato realizado na noite desta quarta-feira (17), no Auditório Vilson Savaris, centro da cidade, com a presença de lideranças municipais e comunitárias.

Secretaria de Educação de SC abre concurso para mil vagas

Cargos são de professor, orientador educacional, administrador escolar, supervisor escolar e assistente de educação.