Saúde

Gestantes com comorbidades voltam a ser vacinadas em SC com doses de Coronavac e Pfizer

Imunização desse público com a vacina da Astrazeneca/Fiocruz e de gestantes sem comorbidades seguem suspensas

Divulgação

A vacinação contra a Covid-19 para gestantes e puérperas com comorbidades vai ser retomada em SC com doses da Pfizer e da CoronaVac. A decisão do governo do Estado foi comunicada em nota no fim da tarde desta quarta-feira (12), após reunião com profissionais de diversas áreas da saúde. Segundo o Estado, a retomada está autorizada já a partir desta quinta-feira (13).

A aplicação de doses da vacina AstraZeneca/Fiocruz continua suspensa para este público. A paralisação atende a uma recomendação da Anvisa e do Ministério da Saúde.

Para gestantes e puérperas sem comorbidades, a vacinação continua suspensa independentemente do tipo de vacina. A decisão segue orientação do Programa Nacional de Vacinação (PNI), do Ministério da Saúde. As orientações do Estado para os municípios catarinenses foram divulgadas em uma nota técnica.

– Considerando que o risco benefício da vacinação deste grupo é altamente favorável e tem como principal objetivo proteger grávidas e puérperas, o Estado optou por seguir a recomendação do Ministério da Saúde e dar continuidade à vacinação de gestantes e puérperas com comorbidades com as outras vacinas que temos à disposição neste momento – afirmou o superintendente de vigilância em saúde, Eduardo Macário.

Para que possam ser vacinadas, as gestantes e puérperas com comorbidades devem comprovar a condição de risco (comorbidade) por meio de relatório médico com a prescrição da vacina COVID-19, após análise conjunta entre médico e paciente, da avaliação de riscos e benefícios do uso da vacina.

Sem definição sobre quem já tomou a vacina

Com relação às grávidas e puérperas que já tomaram a primeira dose da vacina do laboratório AstraZeneca/Fiocruz, a Secretaria de Saúde aguarda recomendações do Programa Nacional de Vacinação (PNI), do Ministério da Saúde. Até que isso ocorra, a aplicação da segunda dose da vacina deste fabricante também fica suspensa.

A Secretaria de Estado da Saúde orienta na nota que os municípios monitorem as gestantes e puérperas que já receberam as vacinas contra a Covid-19, notificando imediatamente qualquer evento adverso.

Com informações do NSCTotal

Notícias Relacionadas

Fapesc investe R$ 1 milhão em novos estudos para produção de vinho e uva em SC

A produção de uvas e vinho abrange ainda uma área de cultivo de cerca de 6 mil hectares em diferentes regiões. Só de vinícolas, são 95 empresas registradas no Estado

Profissionais da Assistência Social passam por minicurso sobre abordagem antirracista em Criciúma

Palestra foi ministrada por três profissionais da área da Educação e Direito e ocorreu no Salão Ouro Negro

24 horas: Um sonho de 30 anos realizado em Cocal do Sul

A inauguração será neste domingo (26), às 18h, no dia do aniversário de 30 anos de Cocal do Sul

Edital Cultura Criciúma contemplará 30 projetos com R$ 133 mil

Inscrições podem ser feitas até o dia 22 de outubro. Objetivo é incentivar atividades culturais na cidade