Segurança

Golpe milionário do falso leilão em SC usava site para enganar clientes de todo Brasil

Segundo a polícia, grupo faturou R$ 4 milhões com anúncios enganosos de venda de carros

Divulgação

Uma quadrilha que aplicava o golpe do falso leilão foi alvo de uma operação da Polícia Civil na manhã desta quarta-feira (17). Ao todo, foram cumpridos 16 mandados de busca e apreensão em endereços em cidades da Grande Florianópolis — Palhoça, Santo Amaro da Imperatriz e São José.

Conforme a Polícia Civil, o grupo criava sites falsos com anúncios de carros com preços inferiores ao de mercado. Eles negociavam com as vítimas, mas não entregavam os veículos. O prejuízo causado aos clientes é de aproximadamente R$ 4 milhões.

O delegado Leonardo Silva, responsável pelas investigações, afirmou que há vítimas no país inteiro. A operação desta quarta-feira apreendeu aparelhos eletrônicos e cartões de banco que serão periciados pela polícia.

— Eles usavam diversas contas para fazer a divisão do dinheiro e dificultar a identificação de todos os envolvidos — contou.

A Operação foi chamada de “Lancefinal.com”. Até às 7h45min, somente um dos quatro mandados de prisão preventiva não tinha sido cumprido. Foram mobilizados 65 policiais civis e alunos da Acadepol.

Com informações do NSCTotal

Notícias Relacionadas

Natal Show da Educação em Braço do Norte é cancelado

A medida se faz necessária para cumprir as Portarias n. 1303/2021 e n. 1305/2021, ambas da Secretaria de Estado da Saúde

Satc lança curso de elétrica para funcionários de cooperativas

Curso, que terá seu início em março de 2022 é destinado a técnicos, engenheiros ou pessoas que interagem em manutenção e construção de redes de energia elétrica

PP de Lauro Müller promoverá Convenção Municipal nesta quinta-feira

O evento ocorrerá a partir das 19h30min, no Balneário Godinho, e contará com a presença de lideranças estaduais.

Cidades de SC alteram programação de Réveillon após portaria com novas regras para eventos

Protocolo do governo proíbe eventos com mais de 500 pessoas e que provoquem aglomerações