Geral

Governador destaca investimentos em educação e inovação no segundo encontro do Circuito Inova SC

O chefe do Executivo estadual citou os investimentos em bolsa do Uniedu, para estudantes de graduação e pós-graduação

Divulgação

Jaraguá do Sul sediou nesta quarta-feira, 17, o segundo encontro do Circuito Inova SC. A iniciativa visa a integração, apoio, prospecção e potencialização do ecossistema de Ciência, Tecnologia e Inovação (CTI) no estado. No ato, no auditório do Centro Universitário Católica de Santa Catarina, o governador Carlos Moisés destacou que o propósito da atual gestão é ser parceira e valorizar a educação, assim como a inovação e a tecnologia. Evidenciou os investimentos históricos na área da educação e disse que é muito importante estar nas universidades e ter contato com os alunos.

“Temos a convicção de que estamos transformando vidas por meio da educação. Saneamos o Estado para colocar o dinheiro onde de fato ele deve estar. Buscamos fazer investimentos certos e seguros para alcançar cada vez mais pessoas. Estamos transformando a educação catarinense, tanto com as bolsas de estudos, valorização dos profissionais, o novo ensino médio e novos ambientes escolares. A Fapesc também faz parte disso. Acreditamos na ciência, na pesquisa e no desenvolvimento, para que tenhamos uma Santa Catarina ainda melhor para se viver”, disse o governador.

O chefe do Executivo estadual citou os investimentos em bolsa do Uniedu, para estudantes de graduação e pós-graduação. Informou que, até o fim de 2022, será repassado R$ 1,34 bilhão em bolsas, um aumento de 235% em relação aos R$ 401 milhões investidos entre 2015 e 2018. Neste ano, os recursos chegam a R$ 467,3 milhões, o que permitiu conceder 25,8 mil bolsas de estudos.

O governador mencionou ainda o investimento que vem sendo realizado para fortalecer o ecossistema de Ciência, Tecnologia e Inovação. A Fapesc lançou, somente em 2021, 47 editais de chamadas públicas para a destinação de recursos. Somando os anos de 2019 a 2021, foram 100 chamadas públicas, o que representa um aumento de 300% em comparação aos anos anteriores. “Esse aumento no número de chamadas públicas significa mais oportunidades aos catarinenses, significa mais isonomia, mais acesso a esses recursos”, ressaltou Carlos Moisés.

O presidente da Fapesc, Fábio Zabot Holthausen, salientou que Santa Catarina é um estado que tem um pujança empreendedora e se destaca pela produção de conhecimento. “Com o Circuito estamos mostrando os resultados e o impacto que a inovação tem trazido. Todo nosso empenho, solicitado pelo governador Carlos Moisés, é para a formação das pessoas, para que elas possam ocupar postos de trabalhos qualificados, e isso está sendo possível com o Uniedu e com todo investimento em pesquisa e inovação na Fapesc. Isso mostra o valor que a educação, a inovação e a tecnologia têm para Santa Catarina.”

Para o reitor da Universidade Católica, professor Cleiton Vaz, o circuito vem consolidar uma série de iniciativas que fazem a diferença para o estado. Conforme ele, as bolsas do Uniedu estão oportunizando que muitos alunos tenham acesso ao ensino superior. Assim como a Fapesc, que vem trazendo muitos recursos para a pesquisa e as inovações, proporcionando a formação de pesquisadores, formando pessoas para atender às necessidades das regiões de Santa Catarina. “O Governo do Estado faz com que cada vez mais possamos trabalhar de forma corporativa, para buscar soluções para os grandes desafios de Santa Catarina, o nosso estado.”

O apoio que faz a diferença

Ao final do evento, a acadêmica de Engenharia de Produção da Católica e bolsista do Uniedu Romy Vedy, acompanhada da mãe Nancy Vedy, agradeceu ao governador Carlos Moisés pela bolsa de estudo. “Sem o apoio do Governo do Estado, seria impossível realizar o meu sonho, aliás o nosso sonho”, afirmou Romy.

O presidente dos DCE’s da Acafe, Leandro Freitas, compartilhou da opinião da académica e também agradeceu ao governador pela ampliação de investimentos nas bolsas de estudos do Uniedu e pesquisas. “Estes investimentos estão transformando a realidade, a vida dos nossos colegas, das nossas famílias, e ainda auxilia o desenvolvimento regional.”

Além do prefeito de Jaraguá do Sul, Antidio Lunelli, e do deputado estadual Vicente Caropreso, participaram do ato secretários de Estado, representantes de universidades e outras autoridades, acadêmicos e comunidade.

Circuito Inova SC

O Circuito Inova SC é uma realização da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc), Associação Catarinense das Fundações Educacionais (Acafe) e da Plataforma On.

O encontro está passando por 13 cidades catarinenses. A primeira a receber o evento foi Criciúma, no último mês. Ainda nesta quarta-feira, o governador participa do Circuito Inova SC na Univille, em Joinville, a partir das 17h30.

O Circuito conta com o apoio do Governo do Estado, da Secretaria de Estado da Educação (SED), da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE), da Rede Catarinense de Centros de Inovação (RCCI), da Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina (Alesc), da Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (Facisc), da Federação Catarinense de Municípios (Fecam), da Escola de Gestão Pública Municipal (EGEM) e da Federação das Associações de Micro e Pequenas Empresas e dos Empreendedores (Fampesc).

Notícias Relacionadas

Vereadores de Lauro Müller aprovam Proposições, Requerimentos, Projetos de Lei e Projeto de Resolução

No Grande Expediente, oito vereadores aproveitaram para fazer seus pronunciamentos.

Satc Digital e Coopera firmam parceria para a aplicação do ensino corporativo

De forma gratuita, cinco cursos livres foram lançados nesta segunda-feira e estão disponíveis para a comunidade

Número de casos ativos de Covid-19 despenca em SC e índice é o menor em 17 meses

Dados mostram que o Estado vive um momento menos delicado da pandemia, e caminha para um processo de estabilização

Assistência Social de Criciúma entrega alimentos para instituições sociais no Parque das Nações

Ao todo, foram distribuídos 960 kg de carne, 1.500 kg de banana, 60 cestas básicas e 90 kits de legumes para 30 instituições