Educação

Governo de Cocal do Sul conscientiza crianças sobre exploração sexual

A psicóloga que atende no CREAS, Luciana Gerônimo, orienta para que os pais fiquem mais atentos aos seus filhos

Divulgação

No mês em alusão ao combate à exploração sexual de Crianças e adolescentes, o Governo de Cocal do Sul, por meio da Secretária de Ação Social, realizará ações ao longo do mês de maio de conscientização e orientação com as crianças que fazem parte do Serviço de Convivência. A proposta anual da campanha Faça Bonito visa combater em defesa dos direitos das crianças e adolescentes.

“Nós, do município de Cocal do Sul, iremos trabalhar a conscientização dessas famílias com ação junto às crianças do Serviço de Convivência, de 4 a 15 anos”, explica a coordenadora da Secretaria de Ação Social, Patrícia De Luca.

A psicóloga que atende no CREAS, Luciana Gerônimo, orienta para que os pais fiquem mais atentos aos seus filhos. “Gostaríamos de deixar um alerta a toda comunidade quando observar os sinais de mudanças de comportamento, se a criança ficou muito triste, isolada ou com um comportamento agressivo que não tem um motivo aparente para isso acontecer; que a gente possa estar observando e a qualquer sinal de suspeita fazer uma denúncia. É uma ligação anônima para o Concelho Tutelar ou o CREAS”.

O dia 18 de maio é considerado o dia Nacional de Combate ao Abuso e a Exploração Sexual Infanto-juvenil.

Notícias Relacionadas

Rua rachada em SC corre risco de desabar e famílias são orientadas a deixar casas, diz prefeitura

Análise de um geólogo atestou que a rua, em São Bento do Sul, possui "alto risco para desmoronamento".

Mais caro que gasolina: óleo diesel é encontrado a mais de R$ 8 em duas cidades de SC

Pesquisa da ANP avaliou valores entre os dias 19 e 25 de junho e mostra cidades de Santa Catarina com óleo diesel a mais de R$ 8

Produtores de Soja recebem prêmio do Grupo Olim

Prêmio Produtividade de Soja Safra 2021/2022 foi entregue nesta quinta-feira (23)

Criança leva 40 picadas de abelhas no pátio de escola em SC

Segundo os bombeiros, três alunos precisaram de atendimento médico devido aos ferimentos causados pelos insetos