Geral

Governo do Estado aprova novo contrato para o Projeto Recuperar

O Recuperar é o projeto que visa a manutenção das rodovias estaduais, com serviços de sinalização, operação tapa-buracos, roçada e limpeza de canaletas e fiscalização

Divulgação

O Governo do Estado de Santa Catarina aprovou a renovação de contrato para uma nova etapa do projeto Recuperar, junto ao Consórcio Intermunicipal Multifinalitário da Associação dos municípios da Região Carbonífera (CIM-AMREC). A boa notícia foi repassada aos prefeitos durante a Assembleia Geral da Associação nesta terça-feira (30/11).

O Recuperar é o projeto que visa a manutenção das rodovias estaduais, com serviços de sinalização, operação tapa-buracos, roçada e limpeza de canaletas e fiscalização. O contrato pula dos R$ 2,7 milhões do primeiro contrato, para R$ 13,3 milhões, que é a previsão para 2022.

A resposta de aprovação do Plano Anual de Trabalho e Orçamento (PATO) veio ainda na semana passada, mas só foi repassada aos prefeitos na reunião desta semana. “Ele especifica os trabalhos a serem realizados, a planilha de cálculo, planilhando o valor de asfalto e os demais custos”, informou o diretor do Consórcio Daniel Michels Spillere.

Agora vem a fase de licitação da empresa que vai executar os serviços. O valor de repasse pelo Estado está previsto para ser dividido em quatro parcelas, de forma trimestral.

Projeto Recuperar em 2020

O convênio foi assinado com o Governo do Estado de Santa Catarina no final de 2019. O Convênio prevê serviços de manutenção nas rodovias estaduais da região, por meio de empresas terceirizadas, contratadas por meio de licitações. Estão previstos os serviços de limpeza e roçada, sinalização, operação tapa-buracos, além da fiscalização dos serviços.

Planos de Mobilidade Urbana e Orçamento

Durante a reunião desta terça-feira os prefeitos ainda aprovaram os orçamentos da AMREC, e dos dois consórcios (CIM-AMREC e CIS-AMREC) para o ano de 2022.

Os nove municípios que participaram da realização do Plano de Mobilidade Urbana receberam o projeto, com as minutas de lei durante a reunião de prefeitos. Os planos foram confeccionados pela empresa Alto Uruguai, por meio do CIM-AMREC. Essa é a fase final, bastando apenas o encaminhamento do projeto de lei para câmara de vereadores e depois para sanção por parte do executivo.

Nova Veneza, Treviso, Siderópolis, Balneário Rincão, Cocal do Sul, Urussanga, Orleans, Lauro Muller e Morro da Fumaça participaram do processo. Içara e Forquilhinha já possuem plano e Criciúma, por ser uma cidade maior e estar num outro patamar de processo, não participou da realização do processo em conjunto.

Notícias Relacionadas

Saúde lança nova versão da caderneta de saúde para crianças

Novo modelo será enviado aos estados e municipios até março

Cachoeira é interditada por tempo indeterminado após queda que matou jovem em SC

Leticia Silva Budal, de 20 anos, morreu após cair aproximadamente 50 metros dentro da cachoeira

SC tem 20 vezes mais pacientes em tratamento contra Covid do que no Natal

Em 25 de dezembro, estado tinha 1.987 casos ativos contra 45.915 de sexta-feira. SC enfrenta filas nos postos de saúde e unidades fechadas por causa do afastamento de profissionais da área.

Um ano de vacinação contra Covid-19 com início da imunização de crianças

A vacinação de crianças de 5 a 11 anos é a forma que SC celebra data