Geral

Governo do Estado disponibiliza R$ 3,6 milhões para operacionalização dos Centros de Inovação de Santa Catarina

A iniciativa faz parte do Programa de Apoio à Operação da Rede Catarinense de Centros de Inovação (RCCI), da Fundação de Apoio à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc)

Divulgação

Está aberta uma chamada pública com o objetivo de selecionar propostas de programas estruturantes e/ou projetos de Ciência, Tecnologia e Informação (CTI) voltadas ao desenvolvimento e operacionalização dos Centros de Inovação (CI) em Santa Catarina. O valor global do edital, que recebe propostas até 17 de maio de 2021, é de R$ 3,6 milhões.

A iniciativa faz parte do Programa de Apoio à Operação da Rede Catarinense de Centros de Inovação (RCCI), da Fundação de Apoio à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc). O objetivo é auxiliar o desenvolvimento dos ecossistemas de empreendedorismo inovador no Estado, permitindo que se torne mais competitivo e preparado para os novos desafios da economia globalizada. Cada proposta aprovada receberá até R$ 300 mil.

“Santa Catarina é um importante polo tecnológico no país e no mundo, com vocação para o empreendedorismo e a inovação. O Governo do Estado está comprometido a estimular o desenvolvimento deste setor, reduzindo a burocracia e investindo para o surgimento de novas iniciativas”, comenta a governadora Daniela Reinehr.

A chamada pública do Governo de Santa Catarina é uma articulação da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável de Santa Catarina (SDE) com a Fapesc.

“O edital visa auxiliar a implementação de várias ações ligadas ao desenvolvimento do ecossistema de CTI e à operação dos Centros de Inovação, desde a geração de novos empreendimentos até a internacionalização, a atração de novos talentos e a formação de pessoas para que haja o desenvolvimento do sistema de CTI nas diversas regiões do Estado”, afirma o presidente da Fapesc, Fábio Zabot Holthausen.

De acordo com Holthausen, o programa era um anseio da comunidade em torno dos Centros de Inovação, formada pela chamada tríplice hélice: o setor empresarial, o governo e o setor acadêmico.

Serão admitidas propostas de Entidades Gestoras dos CIs formalmente constituídos, em operação no ano de 2021 e reconhecidos pela SDE. Os projetos terão prazo de execução de um ano, podendo ser prorrogado por igual período. A previsão é de que a contratação dos projetos ocorra a partir de 16 de agosto.

32 bolsas para os Centros de Inovação

Os Centros de Inovação têm ainda outra oportunidade. Uma chamada pública vai destinar 32 bolsas, cujo valor global do edital é de R$ 2,68 milhões. A seleção dos candidatos será feita pela Fapesc, e as propostas podem ser submetidas até 19 de abril.

O objetivo é selecionar propostas de CTI que permitam a fixação de recursos humanos capacitados. As bolsas, no valor R$ 3,5 mil, serão destinadas a profissionais com destacado desempenho técnico-científico e/ou reconhecida experiência nas diversas áreas do conhecimento.

Notícias Relacionadas

São Ludgero antecipa para amanhã (22) a segunda dose da vacina contra Covid-19 para pessoas com agendamento

A Sala de Vacinas funciona na ESF Margem Esquerda das 7 às 16 horas sem fechar ao meio-dia de segunda a sexta-feira

Turmas do 9º ano aprendem a fazer sabão caseiro

Alunos reaproveitaram o óleo usado dentro da proposta da economia circular

Homem chama enfermeira de ”verme” nas redes sociais e é condenado em SC

Mulher foi xingada de "verme" e "escrota" nas redes sociais

Em São Ludgero pais devem ficar atentos às datas para rematrículas e matrículas de seus filhos para 2022

Para as rematrículas, os pais ou responsáveis já receberam todas as informações via agenda escolar, grupos de Whatsapp das escolas e também estão disponíveis no Instagram