Oeste

Governo do Estado pactua novos leitos de UTI para a região Oeste

O secretário adjunto da Secretaria de Estado da Saúde, Alexandre Lencina Fagundes, esteve nesta segunda-feira, 1º, na região para deliberar ações de combate à Covid-19

Divulgação

O Governo do Estado segue com o reforço das medidas de enfrentamento à pandemia no Oeste catarinense. O secretário adjunto da Secretaria de Estado da Saúde, Alexandre Lencina Fagundes, esteve nesta segunda-feira, 1º, na região para deliberar ações de combate à Covid-19. As reuniões ocorreram em Chapecó e Xanxerê, com pactuação de 20 novos leitos de UTI para o Hospital Regional do Oeste.

Pela manhã, acompanhado da coordenadora da Macrorregião de Chapecó, Otília Rodrigues, Lencina esteve reunido com o vice-presidente da Associação Hospitalar Lenoir Vargas Ferreira (ALVF), Reinaldo Lopes e com o diretor do Hospital Regional do Oeste (HRO), Osmar Arcanjo de Oliveira. Na oportunidade, foram pactuados mais 20 leitos de UTI Covid-19 para a unidade, além dos 26 já pactuados na semana anterior. Foram confirmados também novos leitos clínicos, chegando ao total de 50.

Na parte da tarde, o encontro foi com o setor produtivo, com a presença de representantes da Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (Facisc), da Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC) e do conselho deliberativo do HRO. Na ocasião foi definida a forma de aplicação dos valores arrecadados pela campanha, desenvolvida pelo setor, para auxílio no combate à pandemia. De imediato serão realizadas aquisições de equipamentos, principalmente bombas de infusão, que serão disponibilizadas para o HRO e para o município.

Agenda em Xanxerê

Seguindo o roteiro de trabalho, ainda na parte da tarde Lencina se dirigiu a Xanxerê, onde esteve no Hospital São Paulo. Acompanhado do prefeito Oscar Martarello e do diretor da unidade hospital, Fábio Lunkes, visitou a estrutura hospitalar e a área onde possivelmente serão implantados os novos 10 leitos de UTI. As novas unidades de tratamento serão instaladas por meio de contrato realizado entre o hospital e empresa particular, com apoio do Governo do Estado.

Além dos leitos UTI, será realizado o remanejamento de uma ala de enfermeira, que atualmente atende a outras clínicas médicas, tornando-a específica para atendimento de pacientes com Covid-19. Os atendimentos das demais enfermidades serão redirecionados para hospitais de retaguarda. “ Com a implementação desta enfermaria, com aproximadamente 30 leitos, teremos a possibilidade de melhorar ainda mais o atendimento a esses pacientes, dando o suporte necessário”, afirmou o secretário adjunto.

Notícias Relacionadas

Fogo é registrado no Metropolitan em Criciúma

Matriz de Risco aponta a volta de todas as regiões para o nível gravíssimo

No último boletim, divulgado em 10 de abril, as regiões Carbonífera, Extremo Sul Catarinense, Foz do Rio Itajaí e Grande Florianópolis estavam classificadas para o nível grave. Todas as 16 regiões catarinenses apresentaram nota quatro, o nível mais elevado, na dimensão de Capacidade de Atenção, que é aquela que aponta a ocupação de leitos hospitalares

Pandemia do coronavírus afeta bancos de leite materno em SC

Dos 13 bancos do estado, pelo menos quatro registraram queda nos estoques.

Homem é preso em boate de Tubarão por porte ilegal de arma

Homem foi flagrado com uma pistola Taurus calibre.380. A arma estava com 10 munições e todas intactas.