Geral

Governo reduz imposto de importação de farinha, carne e outros produtos

Novas tarifas entram em vigor nesta quinta-feira (12) e valem até o fim do ano

Divulgação

O Ministério da Economia irá zerar ou reduzir o imposto de importação de onze produtos alimentícios e do setor de construção. O anúncio foi feito em meio à alta da inflação, nesta quarta-feira (11). Produtos como farinha de trigo, carne bovina desossada e pedaços de galinha, além de aço e barras de ferro.

O Ministério da Economia irá zerar ou reduzir o imposto de importação de onze produtos alimentícios e do setor de construção. O anúncio foi feito em meio à alta da inflação, nesta quarta-feira (11). Produtos como farinha de trigo, carne bovina desossada e pedaços de galinha, além de aço e barras de ferro.

Segundo o governo, a medida priorizou itens que têm maiores impactos sobre a cesta de consumo de camadas mais pobres da população, a fim de ajudar no combate à inflação, considerando mercadorias que integram o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

Os produtos afetados são:

  • Carnes bovinas desossadas e congeladas: de 10,8% a 0%
  • Comestíveis de galos/galinhas, pedaços, miudezas e congelados: de 9% a 0%
  • Farinha de trigo: de 10,8% a 0%
  • Outros trigos e misturas de trigo com centeio: de 9% a 0%
  • Bolachas e biscoitos: de 16,2% a 0%
  • Produtos de padaria, pastelaria e indústrias de biscoitos: de 16,2% a 0%
  • Fio-máquina de ferro ou aço: de 10,8% a 4%
  • Barras de ferro ou aço não ligado: de 10,8% a 4%
  • Ácido sulfúrico: de 3,6% a 0%
  • Mancozebe técnico (tipo de fungicida agrícola): de 12,6% a 4%
  • Milho em grão: de 7,2% a 0%

Com informações do NSCTotal

Notícias Relacionadas

Rio fica vermelho em Criciúma após acidente em empresa química

Segundo a Diretoria Municipal de Meio Ambiente, o lançamento do material já foi contido

Governo do Estado libera R$ 50 milhões para assistência social

O repasse será realizado em três parcelas. Estão previstos R$ 20 milhões para maio; R$ 15 milhões para agosto e outros R$ 15 milhões para novembro

Médico da policlínica de SC vendia remédios a R$ 1,2 mil a pacientes do SUS, diz polícia

Polícia cumpriu mandado de busca e apreensão no consultório particular do médico, na região central da cidade

Homens fantasiados invadem apartamento, deixam reféns e levam R$ 97 mil em SC

Ladrões se passaram por eletricistas vestindo macacões cinzas luminosos da Celesc; vítimas foram deixadas amarradas no Centro de Balneário Camboriú