Geral

Guedes descarta segunda onda de Covid-19 e reforça fim do auxílio emergencial

O ministro da Economia, Paulo Guedes, reforçou que a economia brasileira está sendo retomada com força e num formato em ''V''

Divulgação

O ministro da Economia, Paulo Guedes, reforçou que a economia brasileira está sendo retomada com força e num formato em V, quadro que dá amparo ao fim do auxílio emergencial neste mês, descartando ainda que o país esteja sendo atingido por uma segunda onda de Covid-19.

“De agora até o final do ano, 31 de dezembro, a ideia é que voltemos à situação ordinária, então até o fim do ano teremos encerrado essas camadas auxiliares que lançamos para preservar empregos, vidas e a economia”, disse ele em inglês, em participação gravada para a Conferência de Montreal do International Economic Forum of the Americas que acontece nesta quarta-feira.

“As pessoas estão voltando ao trabalho, a doença fez um retorno, mas não podemos falar em segunda onda”, acrescentou ele, pontuando ainda que o governo está agora concentrado em prover vacinas à população.

Com informações do Money Times

Notícias Relacionadas

Servidores públicos da Prefeitura de São Ludgero recebem a partir de março 4,52% de reposição salarial

A reposição é com base no Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) e não são contemplados secretários municipais, vice-prefeito e prefeito.

Vacinação em SC: Doses que chegaram ao estado nesta quarta são distribuídas

Na maior parte dos municípios, as doses serão utilizadas para imunizar trabalhadores da saúde e idosos entre 80 e 84 anos.

Paço Municipal de Braço do Norte fará atendimento remoto nesta quinta e sexta-feira

A medida é necessária para que os servidores passem por testagem, já que novos casos de infecção por Covid-19 surgiram no local.

Ensino superior e a oportunidade de trabalhar no exterior

Hilton Silva, de 30 anos, mudou-se para Portugal em 2020