Educação

Guga: um exemplo a ser seguido

Guga Kuerten

Foto: Stephane / Cardinale Corbis / Getty Images

A revista Veja desta semana traz em suas páginas amarelas uma entrevista com Gustavo Kuerten, o grande exemplo de ser humano humilde, responsável, grato, comprometido. Usando a trajetória de vida deste guerreiro quero refletir com você leitor, em especial com nossos jovens, sobre as lições que podemos e devemos aprender com o exemplo de vida deste grande homem, mas um eterno “menino”. Ensina-nos pela forma como vive, pelas ações que pratica, pela atitude que tem ao escrever sua história na passagem por este mundo, porque tem consciência de que não estamos neste Planeta para sermos famosos, mas sim importantes, pois é mera futilidade ter fama sem ter importância para o mundo onde vive.

Guga construiu seu patrimônio alicerçado na responsabilidade, ética, trabalho, respeito, mas acima de tudo na humildade. O mundo curvou-se a ele quando brilhou nas quadras, mas nunca perdeu de vista os valores essenciais do ser humano. Aprendeu no seio do lar a amar a família acima de tudo, constituiu a sua e está conduzindo a educação dos filhos pautada nos mesmos princípios que guiaram sua vida. Por meio das lições dele aprendemos que somente com humildade e coragem conseguiremos edificar nossa grande obra em prol de um mundo melhor. É preciso que o ser humano descubra, de uma vez por todas, que a falta de humildade gera tolice, arrogância, mediocridade.

Em Paris, onde é considerado uma celebridade, e lá está para as homenagens dos vinte anos da conquista da primeira Roland Garros, fala sobre o Brasil com demasiado carinho, lembrando que somos um povo guerreiro, não desistimos nunca e acreditamos na mudança. Por isso, é preciso que cada um de nós faça a sua parte, mostrando aos nossos jovens e crianças que uma nação precisa que seus filhos orgulhem-se dela, que o espírito patriótico não pode morrer nunca, porque nossa pátria é nossa mãe, e mãe não se deixa de amar jamais. Mas, segundo ele, “é preciso resgatar a decência, o caráter, a educação, pois o país está desacreditado”.

Guga acompanha a evolução dos tempos adaptando-se às mudanças, mas nunca mudando sua essência. Valoriza cada conquista, cada colaborador, preserva os amigos, ama a família, preocupa-se com o desenvolvimento pessoal e social das crianças e jovens para o exercício pleno da cidadania. Um exemplo a ser seguido…

Que ele possa servir de inspiração para os jovens que têm sonhos, mas colocam impedimentos para realizá-los. Tudo é possível para quem tem determinação, garra, competência, habilidade, honestidade, humildade e vontade. Isso se constrói no decorrer da trajetória que, muitas vezes, não é fácil, mas possível, desde que empreendamos esforços e acreditemos em nosso potencial.

Seria ideal que no mundo existissem muitos “Gugas”… Nosso país seria maravilhoso se nossos políticos cultivassem os valores por ele cultivados! Certamente teríamos menos corrupção, menos desigualdade social, menos ganância, menos hipocrisia, dando lugar à paz, à tranquilidade, à felicidade.

Notícias Relacionadas

Mais um ano se passou…

A professora e colunista do Portal Sul In Foco, Ana Maria Dalsasso, traz uma reflexão sobre o fim de ano e os acontecimentos políticos no país.

Copa do Mundo

Tempo de reflexão

Violência