Clima

Há um ano, Lauro Müller iniciava força-tarefa após forte enxurrada

Famílias eram desalojadas de áreas alagadas ou comprometidas com deslizamentos de terra. No dia anterior, o temporal assolava a cidade.

Foto: Sul In Foco

Após um ano da forte chuva que causou destruição e prejuízos em Lauro Müller, a cidade se recuperou e atualmente conta com melhorias que dão mais tranquilidade aos seus moradores. Naquele ano, famílias eram desalojadas, abastecimento de água e fornecimento de energia elétrica eram danificadas, complicando o início do novo Governo Municipal. Atualmente, três famílias ainda dependem do aluguel social e aguardam suas novas casas.

  • d6bfed76e4e4993273c71fb23a06efb5
  • 522994b0f356717f9d216a9b6c339a44
  • 76d226f995219169d7a9b610f1f7c110
  • 98178adaa63350aa825ff6e2d681b282
  • 733b79624398139afab0ba56ccf88cbc
  • b8b9bf0e7e32b6011a894f36ae6739a5
  • 041c7eda43b3ee7a405ad18399daf98e
  • fe59d2cdd30b6d95926e6d4c328fa534
  • a8608cbbc98d04203a8431a5d3296b59
  • eb9eda44d3e647faf3b92485dfccf7d0
  • 022e49f0345e011f1381f1d315f0bc43
  • 101e0391e38354194d1f2e929cb8b5a7

“Lauro Müller está mais preparada para enfrentar estes temporais. Em meio às dificuldades, a cidade se tornou modelo para a Defesa Civil Estadual. “ Conhecemos o órgão e fomos prontamente atendidos. Entre os pedidos atendidos, recursos para a construção de sete pontes, onde algumas já estão instaladas e outras em processo de liberação”, destaca Valdir Fontanella, em entrevista recente ao Portal Sul In Foco.

Prontamente, a Defesa Civil Estadual iniciou o trabalho de apoio aos atingidos pelas chuvas com distribuição de cestas básicas e kits de acomodação. Além disso, houve a liberação de recursos de forma imediata para reabilitar pontes danificadas.

  • e7c5ea6e14c02e26bdc1c377dad32c11
  • c1f411eaca72647e682b4728ed689151
  • ad3124b4ef4515ababa58d6f8c81fdb2
  • e783d4516640123c851bd87f868d0197
  • c5ef866c7def2ca107f7773f9cfa3447
  • 9767b054df0f516f9f88e26ef97ff105
  • 8d4cfe8991693e89179f8e88fd31a6e4
  • d23884567acebe9bb8f6cb573eda7ed9
  • 22dfb29dc3fc681c94ca86c4ab7cb1bb
  • d7c0d70aaa97a49ed2c44299e973edad
  • 1dd96e1c5d15e05a443f5f06b53cf590
  • c0999f7528bbecbaa4c233d09e5ee6da
  • 9a5fa4568ed876b133e993eeb2d1088f
  • 4ca1549352bb1b82e8734c88bada5410
  • 2ce58e037edbfdec9bdba7cda0715f92
  • 1d3265e1d5835cd9353795bc1ccc64d0

Segundo a Administração Municipal, das sete pontes disponibilizadas pela Defesa Civil Estadual, duas estão prontas e uma em processo de implantação. As demais, através da Defesa Civil Federal, aguardam liberação de recursos.

Drenagem

Conforme o coordenador da Defesa Civil Municipal, José Geraldo da Conceição, as situações das tubulações nas áreas atingidas eram difíceis. “A área mais afetada foi no bairro Içarense. A drenagem nas ruas atingidas estava quebrada. Realizamos melhorais que responderam bem ao registrarmos outra enxurrada em junho do ano passado”, declara.

Um levantamento foi realizado e apontou outras 14 áreas com possibilidade de alagamento. Segundo o órgão municipal, antes de março será realizado outro pedido para acabar com problemas de drenagem pluvial. “A obra de recuperação da drenagem já foi licitado e estamos aguardando que a empresa vencedora do certame venha fazer estes serviços todos”, afirma.

Desalojados

A cidade possui ainda três famílias foram de suas residências atingidas pela chuva do início do ano passado. “Temos três pessoas que estão ainda no aluguel social. Essas casas já deveriam estar prontas. A Defesa Civil contrata estas empresas para construir estas casas. Já estamos com tudo pronto para as seis casas serem construídas e com todas as exigências cumpridas pelo município”, afirma o coordenador da Defesa Civil na cidade.

Referência

Lauro Müller foi o primeiro município do Estado a receber o programa Defesa Civil na Escola. O projeto teve como objetivo capacitar alunos e professores para atuarem de forma compartilhada e eficaz na gestão de risco de desastres junto à comunidade.

Ao total, participaram 120 estudantes do sétimo ano de escolas da rede municipal de ensino. O trabalho foi desenvolvido em parceria entre o Governo de Santa Catarina, através da Secretaria de Estado da Defesa Civil, e o Governo de Lauro Müller, por meio da Coordenação Municipal de Defesa Civil e da Secretaria Municipal de Educação.

“Implantamos o projeto Defesa Civil nas Escolas, formando mais de 120 alunos que receberam orientações em casos de adversidades climáticas. Estamos preparando nosso povo para lidar com tais situações, principalmente na prevenção”, destaca Fontanella.

  • IMG_5984
  • IMG_5995
  • IMG_6051
  • IMG_6063
  • IMG_6071
  • IMG_6089
  • IMG_6098
  • IMG_6107
  • IMG_6121
  • IMG_6149
  • IMG_6155
  • IMG_6162
  • IMG_6189
  • IMG_6234
  • IMG_6248
  • IMG_6260
  • IMG_6264
  • IMG_6272
  • IMG_6287
  • IMG_6297
  • IMG_6302
  • IMG_6307
  • IMG_6308
  • IMG_6320
  • IMG_6327
  • IMG_6332
  • IMG_6344
  • IMG_6349
  • IMG_6350
  • IMG_6360
  • IMG_6364
  • IMG_6367
  • IMG_6369
  • IMG_6375

Organizada em quatro módulos, totalizando oito encontros que ocorriam a cada 15 dias, a formação teve duração de quatro meses. Nela, foram contemplados conteúdos de gestão de risco e outros temas afins.

 

 

Notícias Relacionadas

Governo Municipal divulga calendário para cadastramento relativo ao saque do FGTS dos atingidos pelas chuvas de maio

O atendimento será realizado a partir da próxima terça-feira (22), seguindo até sábado (26), no Centro de Múltiplo Uso, na rua Humberto Salvan, no bairro Esperança.

Ex-secretário de Administração de Orleans e empresa tem bens bloqueados

Segundo o Ministério Público, Eduardo Bertoncini era responsável pela pasta na gestão do ex-prefeito Marco Antônio Bertoncini Cascaes

Prefeitura realiza doação de terrenos para empresas e fomenta geração de empregos em Criciúma

Localizadas no Loteamento Industrial Vila Natureza, áreas foram destinadas para duas empresas. Objetivo é a geração de empregos e renda às famílias

Tribunal de Justiça autoriza prefeitura a retomar obras da passarela em frente à Unisul, em Tubarão

Iniciada em fevereiro, a construção da passarela precisou ser interrompida por alguns dias ainda no primeiro semestre por conta da ação judicial de uma empresa inabilitada no processo de licitação.