Segurança

Homem de 31 anos é investigado por estuprar criança de 12 anos em Balneário Rincão

Autor confessou à polícia que os abusos estavam acontecendo há alguns meses.

Foto: Divulgação civil

 

Chegou ao conhecimento da Polícia Civil o caso de um homem de 31 anos que estaria mantendo relações sexuais com uma criança de 12 anos – o que é considerado estupro de vulnerável, no Balneário Rincão. Na tarde dessa quinta-feira, dia 28, um mandado de busca foi cumprido na casa do homem, mas nada foi encontrado que pudesse ajudar na investigação. No entanto, ao ser levado à Delegacia de Polícia (DP) de Içara e interrogado, ele confessou os fatos.

O homem mora sozinho na Zona Sul do Rincão e os abusos estavam ocorrendo há alguns meses, sempre em sua residência. Ele e o menino de 12 anos moram em casas próximas. “Ele seduziu a criança e vinha mantendo relações sexuais com ela. O inquérito iniciou tendo em vista que o garoto relatou que estava sentindo desconforto na genitália, mas ele falou pouco aos familiares. Com isso, foi levado ao psicólogo da DPCAMI (Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso, de Criciúma), onde admitiu que vinha sofrendo abusos”, esclarece o delegado Rafael Iasco, responsável pela DP de Içara e pelo caso.

Apesar de o menino não ter relatado exatamente o que vinha acontecendo, ele passou por exame de corpo delito, através do qual ficaram comprovados os abusos. O garoto já foi transferido para outro local. Não existem registros criminais contra o autor, o qual era conhecido dos familiares da vítima e aguarda em liberdade. Ainda segundo o delegado, outras testemunhas serão ouvidas e o inquérito será encaminhado ao Poder Judiciário para que sejam tomadas as medidas cabíveis.

Com informações do Portal 4oito

Notícias Relacionadas

Homem é assassinado e duas mulheres feitas de refém em Gravatal

Ocorrência foi registrada por volta das 11h20 pela Polícia Militar. Dois suspeitos foram presos.

Estado garantirá tratamento anual de R$ 2,7 milhões a criança de Laguna com AME, decide TJ

De acordo com os autos, a perícia médica comprovou que a criança, natural de Laguna, precisa do remédio e que inexiste, na rede pública de saúde, tratamento para a doença.

Tribunal de Justiça nega liberdade para homem acusado de usar até boneca vodu para aterrorizar sua ex

O homem desrespeitou as medidas protetivas concedidas anteriormente em favor da ex-companheira

Por chineladas em criança de quatro anos, Tribunal de Justiça mantém condenação de padrasto em Criciúma

A criança possuía várias marcas pelo corpo, em regiões das pernas, costas e nádegas.